Petrolão, Carne Fraca, escândalos mil, evasão de divisas, impostos dignos de Xerife de Nottingham e a classe política brasileira quase inteira em vip lists que não são para entrar de graça em badalo, mas para tomar champanhe (Louis Roederer Cristal Rosé de preferência, R$ 1.500 a garrafa) na macioca pelo resto de uma vida que, no fundo, é mesmo uma festança. Enquanto a economia brazuca insiste em lavar a jato a indústria da moda nacional – em mangueiradas geladíssimas capazes de encolher tanto o pingulim dos empresários quanto os investimentos no setor –, o mercado reage como pode. Desde o início do ano, são inúmeras plataformas para apresentar coleções na passarela e em salões de negócios e os objetivos são dois: reagir às agruras de um Brasil selvagem e vender muito. Fenim, SPFW, Minas Trend, BH à Porter, Bijoias. O Rio não poderia ficar de fora e começa nesta quarta-feira (26/4) e vai até domingo (30/4) a terceira edição do Veste Rio, feira pincelada com palestras e alguns desfiles cujo objetivo é ocupar um espaço que ficou vago na Cidade Maravilha.

Anfitriãs da noite, Donata Meirelles (de vermelho) e a powertrix Daniela Falcão (terceira da direita para a esquerda) posam entre pretinhos básicos, brilhos e fendas (Foto: Divulgação)

Igualmente anfitriã, a editora do Caderno ELA Renata Izaal embarca no modelão à la Carolina Herrera e solta o verbo! (Foto: Divulgação)

A razão de existir do Veste Rio é uma só: business. Mas fervo também existe. Afinal, Rio é Rio. Vocação está aí: a urbe  – que já teve o Grupo Moda Rio, exportou moda através dos eventos do Hotel Nacional, é reconhecida no mundo inteiro pelo estilo praiano e lançou as semanas de moda no país com o Fashion Rio (que começou em 1992 com a alcunha de Semana Leslie de Moda) – agora vê o evento Rio crescer e se mudar de mala e cuia para o Píer Mauá, onde recebe 100 expositores nacionais e 400 compradores do país inteiro para conferir as coleções verão 2018.

Talento que o Rio ama de carteirinha, André Namitala – leia-se Handred- infla o peito e enverga a pose na festa que celebrou a chegada do Veste RIo #3 (Foto: Divulgação)

Dessa vez com o mote A Moda Aqui é Fazer Negócios“, o agito deu a largada nesta noite de terça (25/4) com badalo privê no rooftop do Hotel Prodigy Santos Dumont, com vista deslumbrante para a Baía de Guanabara. Fashionistas dos quatro cantos compareceram para trocar ideias, refestelar a alma, provar as comidinhas do Zazá Bistrô e ainda saracotear na pista com o Baile do Abrava, ao som de Thiago Abravanel e o sempre inspirado set do DJ Zehpretim.  Resultado: foi bochicho.

Com o dedo em riste, Thiago Abravanel mostra quem manda no palco e entoa hits noventistas, fazendo a turma do Veste Rio se acabar (Foto: Divulgação)

O cantor mandou ver com sucessos noventistas repaginados de grupos que faziam sucesso lá atrás, antes de a moda dançar na boquinha da garrafa dos eventos esportivos: o povo ficou louco com hits do Molejo e Mal acostumado“, do Araketu, rodopiou como paquita serelepe sob os acordes de Lua de Cristale embarcou no Vale Tudo de Tim Maia, provando que a música é eterna, mas os tempos são outros: pode beijar homem com homem e mulher com mulher, sim!

E ainda pôs na gaveta os exageros do politicamente correto xiita ao sacudir ao som de Garota Bombril dos Paralamas do Sucesso, revelando que cultura é cultura independente da forma de lacrar nas mídias sociais, não é mesmo, amor?

E mais: rolou canja de Iza, incorporando Sandra de Sá com Olhos coloridos.  No frigir dos ovos, deu Donata. Herdeira fashion do mesmo comportamento autêntico e genuíno de Hebe, sem qualquer resquício de superego, Donata Meirelles subiu ao palco e sacudiu o esqueleto como manda o figurino de uma loura que não está nem aí. Não importa se é diretora de moda da Vogue; ela quer é se divertir. Sim, moda também é bafão e ÁS aplaude!

Kelly LeBrock tropical: entre Lillian Pace e Bruno Astuto, Donata Meirelles recicla a dama de vermelho no Veste Rio (Foto: Divulgação)

Antes de subir no queijo – ops, palco! – para se acabar ao lado de Thiago Abravanel, Donata já elucubrava aquilo que viria a seguir, ao lado de Daniela Falcão com insuspeito olhar de Betty Boop. À bombordo, Thomaz Azulay deixa cair a crina Pantone 319C (Foto: Divulgação)

Confira que passou pelo badalo (Fotos: Divulgação): 

Closeiro: agora leve e solto, André Ramos capricha nos olhinhos espremidos e na make bronzeada, entre Alessandra Arnaud (esq.) e Marcinha Veríssimo (dir.) (Foto: Divulgação)

“Eu mesma fiz minha make; o importante é brincar com cores”, revelou ao ÁS a indefectível Alice Caymmi, que caprichou nos rosados em visual mezzo pop, mezzo operístico. Divante, ela pode e deve! (Foto: Divulgação)

Que nem pinto no lixo! A estonteante Carol Sampaio posa ao lado dos irmãos Wayans, aquela turma bacanuda que produz filmes como “Todo mundo em pânico” e ainda atua em outros tipo “As branquelas” (oto: Divulgação)

Arigatô! Antonia Fontenelle incorpora a neo pop gueixa e aposta forte no teatro da moda (Foto: Divulgação)

Essa é para quem viveu os oitenta! Marco Pigossi emula o eterno Vinicius Manne e repousa os dedos. Okay, meu bem: ÁS também preferia o bonitão como Vini, nu com a mão no bolso! (Foto: Divulgação)

Ao lado de Thiago Abravanel, Marcos Pitombo prova que o duo de um sorriso e uma boa barba é batata! Atende a preces na noite, mesmo quando não se está participando de novela biblica… (Foto: Divulgação)

Fofas: Luiza Sobral e Joana Nolasco são duas lindezas! (Foto: Divulgação)

Matadoras! Raquel Wymann e Daniela Bechara revelam que basta um toque de cor para lacrar! (Foto: Divulgação)

Geração sorriso: Silvia Rogar e Ana Cristina Reis são pura alegria com o Veste Rio! (Foto: Divulgação)

Uma cilada para Roger Rabbit! Já passou a Páscoa, mas Mariozinho Meirelles incorpora o coelhão ao lado da sua Jéssica, epa!, Simone Soares! (Foto: Divulgação)

Queridos pôneis! Thomaz Azulay e Pateick Döering colorem qualquer festa! (Foto: Divulgação)

Não importa o look: para Kadu Moliterno, o que vale mesmo é sua loura dourada de sol, Christianne Rodrigues (Foto: Divulgação)

Elas investem nos comprimentos diferentes para não confundir os crushes! Tipo Hebe: as irmãs Mayla e Emmily não são mesmo gracinha? (Foto: Divulgação)

Comportada: Barbara Evans aposta no apagão! (Foto: Divulgação)

 

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.