*Por Guilherme Junqueira Foti

Conhecido pelo seu trabalho como músico e DJ, Rodrigo Sha investe agora nas artes plásticas: se uniu a um clã de artistas com verve urbana, dando luz à expô “Hipersensorial”, cuja entrada será franca e promete agitar a histórica Casa França Brasil.

Com a proposta de conectar o público à arte em uma experiência única, Rodrigo está ao lado dos artistas urbanos Fábio Ema, Flávio Rossi, Ayrá Crespo e Marcelo Lamarca. Usando a música como fio condutor,  a exibição reúne dez telas e três esculturas ligadas a fones de ouvido que irão tocar trilhas sonoras compostas pelo multi-instrumentista, inspiradas por cada uma das obras.

A histórica Casa França Brasil, no Centro do Rio, abre suas portas para a mostra “Hipersensorial”, de Rodrigo Sha, onde música e arte urbana entram em duo para uma experiência única, com entrada franca (Foto: Reprodução / Divulgação)

Além da mostra, o evento também conta com performances de Rodrigo e artistas convidados, além de projeções em mapping criadas a partir da arquitetura do prédio. Este é o primeiro trabalho de artes visuais de Sha, que completa agora vinte anos de carreira.

“Hipersensorial”: o músico Rodrigo Sha criou músicas para obras de artistas urbanos que poderão ser ouvidas em fones durante a exposição em exibição na Casa França Brasil (Foto: Divulgação)

A iniciativa nasceu da parceria do músico com o artista plástico carioca Fábio Ema, que desenvolveu a concepção visual de vários de seus trabalhos. Durante os oito meses de processo criativo da exposição, Sha acompanhou o processo de criação e execução de cada uma das peças, estudando cada traço para captar o DNA delas. “Me imaginei pintando os quadros enquanto compunha. São musicas sensoriais, sem compromissos comerciais, com o único objetivo de tocar a alma do público e fazer ele se conectar”, conta o músico.

O músico Rodrigo Sha se prepara para a estreia de “Hipersensorial”, sua primeira viagem pelas artes visuais (Foto: Divulgação)

Curiosamente, o evento coincide com a estreia, nessa semana, de Soundtrack nos cinemas, filme no qual Selton Mello vive um fotógrafo que embarca num projeto em que as imagens captadas numa distante estação científica são combinadas com as músicas escutadas durante a ação, que posteriormente são ofertadas ao público que confere as imagens. Vida e arte se misturam, assim como realidade e ficção…

Serviço

 “Hipersensorial”, de Rodrigo Sha

Casa França Brasil

Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro – Rio Rio de Janeiro – RJ

Tel: (21) 2332-5275

Vernissage dia 8/7

De 8/7 a 30/8

De terça a domingo, das 10h às 20h

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.