* Por Andrey Costa

Historicamente, a capa da Vogue Brazil de dezembro precisa contar com uma cover girl que sintetize a pluralidade da mulher brasileira. É necessário ser mito, incluir várias mulheres numa só e ainda satisfazer o espírito de espetáculo que assola a vida pós-moderna. A partir desta quinta-feira (1/12) e até o término do ano, Isabeli Fontana ocupa este espaço.

07e9646b-1cab-4c7e-8fcf-ea31dbe35e25-6773-000005f6e2fe25df_tmp-1.jpg

Foto: (Zee Nunes / Divulgação)

Dessa vez, a moça enverga o inverno. Sim,  a Vogue pode por a temporada mais fria do ano na capa da edição brazuca que praticamente coincide com a chegada do alto verão). São peças da D&G com ousadia, excesso e diversão no editorial “Cliente Modelo”, no qual os estilistas Domenico Dolce e Stefano Gabbana mostram o porquê de as brasileiras serem tão perfeitas para envergar as roupinhas da dupla.

O resultado ficou estupendo e, antes que algum engaçadinho desavisado que não esteja a par da coleção da D&G diga que Isabeli ficou “paquita chique” na foto, em alusão à farda de baliza das antigas ajudantes de Xuxa, ÁS se encarrega de dizer que super aprova. E ainda lembra que, numa edição natalina, a modelo ficou bem no clima de soldadinho quebra-nozes, quase uma daquela coristas que participam daqueles deliciosos musicais natalinos do Radio City Music Hall, em Nova York. Só que muito mais hype.

Mas, se ainda assim a ideia for brincar com o visual apelando para a ludicidade, ÁS acentua a semelhança do look com o estupendo visual de vampiro criado pela figurinista Eiko Ishioka para Gary Oldman em Drácula de Bram Stoker (1992), a película de Francis Ford Coppola que adaptou o livro. O incrível penteado de Isabeli bem que lembra o perucão do ator e a farda da D&G + a cartela cromática da foto caem como uma luva na comparação com o visual estilo “Secessão Vienense” das pinturas de Gustav Klimt, usado com pesquisa pela costume designer no filme. Mas, que fique bem claro: se o nobre morto-vivo não podia conferir seu reflexo no espelho, por sua vez a top model deixa bem claro que não é figurinha fácil do além, mas está vivinha da silva! Seu semblante no espelho deixa isso claro. Enfim, é Natal, época de sonhar. Referências são bem-vindas!

bram-stoker-s-dracula-bram-stokers-dracula-10765534-1024-576

A vida imita a arte e a moda, o cinema! Muito provavelmente, ninguém da produção pensou nisso! Mas, numa sociedade marcada pelo hibridismo cultural, o fluxo inconsciente de referências é natural. Obviamente, a atmosfera sublime-celestial de Isabeli Fontana na edição da Vogue Brasil em nada representa o visual aristocrático decadente usado para retratar o nobre sanguessuga na Transilvânia. Mas existem semelhanças… (Foto: Reprodução)

No fundo, trata-se de mais uma capa para a farta coleção da bombshell. Aliás, não apenas mais uma, mas a capa! A edição que acaba de entrar em circulação traz uma Isabeli hoje mãe de família, mas que chega à a incrível marca de 21 aparições na front page da publicação brazuca. ÁS repete: vinte-e-uma capas na Vogue BR, desbancando a übermodel Gisele Bündchen, que até então travava um empate com a morena de olhos de Liz Taylor na corrida pelo título de garota da capa oficial da publicação.

Isabeli, ao mudar constantemente a cada trabalho, mostra toda sua versatilidade. Agora, sob as lentes do craque Zee Nunes, ela dá continuidade na dobradinha: foi com  ele que ela estrelou outra capa da publicação em 2015. O styling ficou por conta de Daniel Ueda – parceiríssimo de Zee – e a beleza foi assinada por Silvio Giorgio. Um presentão de Natal para lá de fashion, que acaba de chegar às bancas.

Mãe de dois filhos e casada com o músico Di Ferrero, a paranaense de 33 anos não faz corpo mole quando o assunto é trabalho. Além de possuir um recorde entre as tops em participações no disputadíssimo Calendário Pirelli, a bonita já foi estrela da capa de mais de 500 periódicos.

Isabeli através do tempo: confira abaixo outras capas da top na mesma revista, da qual é cover girl desde 2004 (Reprodução)!  

Na edição da Vogue em junho de 2009, Isabeli abraça o multiculturalismo típico do Novo Milênio (Foto: Jacques Dequeker/ Reprodução)

Lânguida & pastel: aqui, Isabeli posa para Zee Nunes na edição de setembro de 2015 da revista (Foto: Zee Nunes / Divulgação)

Fashion Rocks! Com o músico Ben Harper, Isabeli estrela a capa de setembro de 2013  e abusa no floral com renda (Foto: Jacques Dequeker / Divulgação)

Morena para gringo ver: na capa da revista em novembro de 2010, a modelo foi clicada pelos irmãos Patrick e Victor Demarchelier. (Foto: Divulgação)

Brincando nos campos do senhor: para capa da Vogue em dezembro de 2012, a bombshell posou numa plantação de trigo da Suécia. O ensaio foi batizado de “Festa Lisérgica”, mas o clima é ladylike. Com o corpitcho em forma da moça, é muito cereal, mas nadinha de glúten… (Foto: Jacques Dequeker / Divulgação)

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.