Camila Queiroz é bola da vez. A modelo que virou a atriz que conquistou o Brasil no papel da aspirante a modelo em Verdades Secretas sacudiu o Minas Trend nesta terça-feira (6/10), provando que existe vida após a morte, ou melhor, após o término de uma atração de repercussão na televisão. Jornalistas e fotógrafos se acotovelavam na entrada do camarim da grife Fabiana Milazzo, para a qual Camila desfilou, todos esperando o momento de a assessoria da marca dizer amém para que pequenos grupos, de vez em vez, pudessem adentrar o backstage a fim de conversar com a moça. Que, simpática, conversou com todo mundo, inclusive com o ÁS, sobre profissão, sucesso, moda e otras cositas más. “Não me preocupo com esse momento pós-Angel. Estou em evidência por conta da novela recém-terminada, mas não tenho medo do ocaso. A carreira é assim, tem altos e baixos, sucessão de destaques e períodos de calmaria, tanto na moda quanto na interpretação”, manda na lata com desembaraço para quem quer saber como ela poderia se sentir deitando na fama.

Anne Est Folle Minas Trend - Inverno 2016 Foto : Sergio Caddah/ FOTOSITE

Camila Queiroz: entre o retoque no make e a passarela, rejeição à comparação com o furacão Gisele Bündchen (Foto: Sergio Caddah / FOTOSITE / Divulgação)

E vai além: “Jamais serei a nova Gisele; esse título não existe. Gisele é Gisele, é única e não haverá outra. Sou Camila!”, afirma, completando: “Nem teria como. Ela se fez como super modelo e eu modelei muito, viajei para fora, mas acabei seguindo um caminho mais artístico, virei atriz. Carreira internacional hoje só se for para fazer filme”.

Aos 22 anos, a atriz não titubeia com o assédio dos jornalistas e responde a todos com doçura, mas firmeza. Sim, ela é papo firme. Ao ÁS ela vai direto na fonte: “Antes eu era cabide, tinha que vestir uma roupa e interpretar aquela atmosfera que a marca pedia. Como atriz, na novela pude dar vazão a outras nuances, outras emoções. Agora, voltando a desfilar, não me sinto tolhida em minha veia artística. Ao contrário, até porque desfile e televisão são diferentes. Se dá aquele friozinho até hoje na hora de entrar na passarela, estar gravando é uma excitação constante, é o coração pulando em looping sem parar”, comenta.

Sorriso de menina: aparência doce de Camila Queiroz não esconde firmeza de opiniões (Foto : Sergio Caddah / FOTOSITE / Divulgação)

Sorriso de menina: aparência doce de Camila Queiroz não esconde firmeza de opiniões (Foto : Sergio Caddah / FOTOSITE / Divulgação)

Camila volta à telinha ano que vem em Candinho“, novela das 18h prevista para estrear em janeiro do mesmo Walcyr Carrasco que a lançou. Cabe a ela Mafalda, uma menina romântica caipira numa trama ambientada entre os anos 1920 e 1940, zona de conforto do autor, que já transitou por décadas passadas em obras marcantes como O cravo e a rosa“, “Chocolate com pimenta e Alma Gêmea“. E, se a nova atração tiver a mesma pegada dessas três outras, o desafio de Camila será se inserir como atriz em um papel que nada tem a ver com moda em trama que pode conter boa dose de humor, até porque a direção é de Jorge Fernando, que fez parcerias bem sucedidas com Walcyr e é afeito a um tipo de comédia com tintas cinematográficas.

Além disso, brincar com o universo jeca em alguns núcleos de personagens é marca registrada dessa dupla diretor-autor nas produções em que trabalharam juntos e, se Camila está destacada para o papel de Mafalda, é possível que precise desabrochar sua veia humorística. “Eu conheço muito mais moda que a Angel porque vivi nesse universo muito tempo e para valer”, ma optei pela interpretação e esses novos desafios são o que me move atualmente”, diz a atriz, dando a entender que está pronta para o que der e vier. E completa: “Não vejo problema de o público confundir a Angel com a Mafalda. Sou muito menina, mas me aprofundo naquilo que faço e, se as duas são românticas, caio de cabeça para diferenciá-las. Até porque eu não sou a Angel, já foi”.

Tudo azul na carreira e no make: Ricardo dos Anjos retoca Camila Queiroz (Foto : Sergio Caddah/ FOTOSITE)

Tudo azul na carreira e no make: Ricardo dos Anjos retoca Camila Queiroz
(Foto : Sergio Caddah/ FOTOSITE / Divulgação)

E é essa maturidade que a leva a responder uma pergunta espinhosa, sobre a crise política no Brasil de agora: “Fiquei meio à parte disso tudo ultimamente porque a novela me consumiu meses e me entreguei para valer. Não tive tempo para mim, nem para mais nada. Mas sou ligada nesses assuntos, sobretudo nos que lidam com o meio ambiente. Até conheci o Lula em Brasília quando tinha doze anos, num evento sobre questões ambientais”, revela, querendo deixar claro que não é alienada e minutos antes de se despedir para ser retocada pelo maquiador Ricardo dos Anjos e, logo depois, mandar bem na catwalk. Sim, a menina é segura na vida e na passarela; promete ir longe.

Como preencher um tubinho selvagem: Na passarela de Fabiana Milazzo, Camila Queiroz revela a mesma desenvoltura das telas de TV (Foto : Ze Takahashi/ FOTOSITE / Divulgação)

Como preencher um tubinho selvagem: Na passarela de Fabiana Milazzo, Camila Queiroz revela a mesma desenvoltura das telas de TV (Foto : Ze Takahashi/ FOTOSITE / Divulgação)

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.