*Por Lucas Montedonio

Após enveredar pela fotografia de desfiles e editoriais de moda, o carioca Jaques Faing inaugurou nesta noite de terça-feira (2/2) a exposição “Giracorpogira II”. O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, recebeu 38 obras, resultado da pesquisa realizada pelo artista desde 2003 sobre o carnaval no Rio e em São Paulo. O tema é peculiar: Faing se inspira no movimento, tanto pela maneira de gerar e captar imagens, como pela utilização de suportes cinéticos para as imagens que produz. Sua pesquisa transpõe a fotografia para suportes tridimensionais os quais ele próprio projeta e constrói, transformando a imagem em objetos e esculturas.

IMG_5917retrato

Jacques Faing lança expo “Giracorpogira II”: estudo sobre o carnaval através da captura do movimento de quem está na folia (Foto: Divulgação)

Ao ver o carnaval como um eixo de identificação, suas foto-pinturas sugerem inúmeras camadas de significados, fruto de seu trabalho tanto como poeta quanto como performer. Magnetizadoras, as obras conduzem o espectador a prolongar seu olhar sobre o movimento dos corpos nelas insinuados, possibilitando uma nova experiência estética.

f5divulgacao+Giracorpogira+II+Jaques+Faing

Jacques Faing lança expo “Giracorpogira II”: estudo sobre o carnaval através da captura do movimento de quem está na folia (Foto: Divulgação)

Os corpos flutuam com suavidade e leveza, para além da realidade do mundo das passistas, transportando o espectador para um campo sensível, silencioso e transcendente. Sem o barulho da bateria, é possível captar a harmonia entre a baixa velocidade da câmera, alta velocidade da dinâmica das personagens e o deslocamento contínuo do olhar do artista.

f3divulgacao++Giracorpogira+II+2005+80x120cm+JaquesFaing

Jacques Faing lança expo “Giracorpogira II”: estudo sobre o carnaval através da captura do movimento de quem está na folia (Foto: Divulgação)

f1divulgacao+Giracorpogira+II+2015+JaquesFaing+90x135cm

Jacques Faing lança expo “Giracorpogira II”: estudo sobre o carnaval através da captura do movimento de quem está na folia (Foto: Divulgação)

As imagens prolongam o olhar sobre o movimento dos corpos, que surgem insinuados, possibilitando uma nova experiência repleta de efeitos luminosos. Faing busca captar o invisível, explorando seu próprio movimento – o da câmera fotográfica – e o das figuras para criar imagens impressionistas: baianas desmaterializadas, girando delicadamente acima do chão, como abstrações que revelam sutileza cromática, cinética e poética.

f4divulgacao+Giracorpogira+II+90x135cm+JaquesFaing

Jacques Faing lança expo “Giracorpogira II”: estudo sobre o carnaval através da captura do movimento de quem está na folia (Foto: Divulgação)

f2divuigacao++Giracorpogira+II+2005+80x120cm+JaquesFaing

Jacques Faing lança expo “Giracorpogira II”: estudo sobre o carnaval através da captura do movimento de quem está na folia (Foto: Divulgação)

Serviço:

Exposição “Giracorpogira II”

Abertura: 02 de fevereiro de 2016 –19h / Encerramento: 03 de abril de 2016

Museu Afro Brasil – Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, Parque Ibirapuera – Portão 10 (acesso pelo portão 3), São Paulo / SP – 04094 050, Tel.: 55 11 3320-8900

Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 17h, com permanência até as 18hs.

Ingressos: R$ 6 – Entrada gratuita aos sábados.

www.museuafrobrasil.org.br

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.