Mara Mac está mara! Explica-se: adepta do contemporâneo minimalista há décadas, a designer anda toda alegrinha com o caminho do estilo atual, que tem enveredado pelos anos 1990. Mais minimal, impossível; a cara dela, que acaba de lançar seu outono inverno 2016 – que ela chama de Fragmentos –, repleto de peças nas quais ela pinta e borda com o corte limpo, os recortes, mix de padronagens (como os tweeds, risca de giz, prene e malhas) em gamas que ela ama de carterinha: pretos, cinzas, marinho, marrom e um verde petróleo que faz as vezes do militar, iluminados por vermelho e um amarelo curry lindo! Tudo naquela pegada construtivista, com um certo quê utilitário levado ao extremo, sua marca.

mara mac inv 2016 5

Mara Mac inverno 2016: jogos de textura, recortes, brilho versus fosco e formas descomplicadas, mas elaboradíssimas com viés intelectual (Foto: Divulgação)

Mara Mac: o chique a dar com o pau encontra expressão no estilo cerebral da grife homônima da estilista (Foto: Reprodução)

Mara Mac: o chique a dar com o pau encontra expressão no estilo cerebral da grife homônima da estilista (Foto: Reprodução)

Como sempre, a tônica maior fica entre a modelagem premium e o jogo de estampas e texturas. Dessa vez colagens são fotografadas para se chegar a um resultado que esbarra no militarismo nada óbvio, com a reprodução de pedaços rasgados de papel. Ou no print de fios que se configura num listrado horizontal incomum. E ainda nas pinceladas e pontilhismos em levada artsy, que ela sabiamente chama de Pollock ou Surreal“, para aquelas que amam um animal print, mas que não aguentam mais sua interpretação fiel.

mara mac inv 2016 8

Mara Mac em versão inverno 2016: animal mood na textura de croco em colorido vívido mesclado a detalhes que evocam a praticidade esportiva (Foto: Divulgação)

Adepta da moda cerebral para quem considera “loura do tchan” uma pobreza, jamais quis tomar conhecimento da Turma do Passinho e se delicia com a ironia de Camille Paglia nas tardes de domingo, Mara interpreta o espírito olímpico da vez na pesquisa de tecidos, no caimento tecnológico, nos dublados, nos nylons com efeito molhado, zíperes e também nos acessórios, que trazem listras olímpicas em solado de EVA e detalhes que fogem do lugar comum. Aliás, ÁS desde já deixa claro com a estilista que o oxford com solado grosso e a bota zebu merecem ser produzidos também em numeração acima do 40 para agradar aos rapazes.

Bom, pelo menos a mochilinha preta com formato quadrado urbano e face em face não precisa de numeração. E pouco importa se a marca é feminina. A partir de agora, no périplo pela boa moda masculina, ÁS vai frequentar Mãe Valéria de Oxossi para que ela traga a linha masculina amada de Mara em três dias.

mara mac inv 2016 2

Mara Mac inverno 2016: espírito olímpico traduzindo no minimalismo cool da marca (Foto: Divulgação)

mara mac inv 2016 11

Acessórios com levada esportiva: a mochila com face em tressê que anda causando tremedeira no ÁS e um dos tênis com inspiração nas Olimpíadas presentes no inverno de Mara Mac (Foto: Divulgação)

mara mac inv 2016 10

Convulsões fragmentadas: oxford em verniz negro com solado esportivo em EVA (Foto: Divulgação)

 

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.