*Por Lucas Montedonio

Há quem diga que o melhor carnaval é na Bahia. Tem quem afirme que seja no Rio. Mas, como tudo é relativo, o espírito momesmo independe de cenário. Ótimo exemplo dessa magia carnavalesca foi o badalo no Camarote Skol Carnaval Recife Antigo. O bonde estava formado: gente bonita, ambiente de primeira e convidados exclusivos, como a atriz Samara Felippo, o Ramsés da vez  Sergio Marone e o cantor Fiuk. 

Bateria é de acordar até defunto para pular o carnaval em Recife

Produzidíssimo, o Camarote Skol se destaca ao fundo enquanto a bateria coloca o povo para saracotear no Recife Antigo (Foto: Divulgação)

Fiuk, que já curtiu esse mesmo agito da Skol em 2014, foi mega requisitado a voltar para à festa, atendendo aos pedidos de um batalhão de fãs que movimentaram o Instagram da produtora do evento nas semanas que antecederam o carnaval. Só que dessa vez, o filho prodígio de Fábio Jr. veio solteiro. Ou não? “Estou enrolado”, o gato garoto ri ao tentar explicar. E vai além: “Digamos que estou namorando escondido, mas ela infelizmente não pode vir”.

Íntimo da capital pernambucana desde quanto gravou in loco, em 2013, o longa-metragem ‘Prometo um dia deixar esta cidade’, de Daniel Aragão, o galã Sergio Marone foi assediadíssimo pelos convidados VIPs do espaço, sobretudo por conta do sucesso televisivo que virou filme “Os 10 Mandamentos”, no qual interpreta o vilaníssimo faraó Ramsés. Pergunta que não quer calar: se o soberano do Antigo Egito é capaz de cruzar o Mar Vermelho de biga, seria corajoso o suficiente para mergulhar na Praia de Boa Viagem com maré alta? Quem crava os dentes em quem? Ramsés ou tubarão-tigre?

Fiuk e Sergio Marone preencheram bem a cota de boys magia no Camarote Skol Recife Antigo

Da música pop ao palácio de Tebas: Fiuk e Sergio Marone preencheram a cota de boys-magia no Camarote Skol Recife Antigo (Foto: Divulgação)

Animadíssimos, Armando Babaioff, Samara Felippo, Juliana Boller e Juliana Mesquita assistiram da varanda do palacete da Associação Comercial de Pernambuco (ACP) os sacolejantes shows de Marco Zero, Gaby Amarantos, Jorge Aragão e Fundo de Quintal. Contagiados pela energia vibrante e positiva, as famosas posaram para selfies com os convidados, agradaram a multidão e fizeram dancinha até o chão, esbanjando carisma. É o star system carioca de exportação.

Armando Babaioff

Pernambucano da gema, Armando Babaioff não arreda o pé da terrinha quando o assunto é curtir o carnaval (Foto: Divulgação)

Samara Felippo, Juliana Boller e Juliana Mesquita

Trio elétrico: as amigas Juliana Boller, Samara Felippo e Juliana Mesquita continuam se esbaldando no Camarote Skol Carnaval Recife Antigo até esta quarta-feira de cinzas (10/2), quando, de ressaca, os tubarões da cidade abdicam das dentadas em prol da Neosaldina (Foto: Divulgação)

Fiuk e Carla Bensoussan

Fiuk posa ao lado de Carla Bensoussan, a super produtora do badalo que é nome forte no carnaval recifense (Foto: Divulgação)

O evento ainda contou ainda com a apresentação inédita da Banda Sinara, formada por José, Francisco e João Gil – filho e netos de Gilberto Gil, respectivamente -, além de Luthuli Ayodele, Pedro Malcher, Ricardo Guerra e Magno Brito. Os rapazes se definem como detentores de uma levada ‘reggae carioca’ e fizeram bonito neste show inédito, especialmente montado para o Camarote Skol.

No repertório, além de músicas do primeiro EP, ‘Sol’, eles mandaram ver com versões exclusivas de artistas como Timbalada, Novos Baianos, Bob Marley, Lenine, Edson Gomez, Cassia Eller, Jorge Ben Tim Maia. Ou seja, nostalgia com empolgação para ninguém ficar parado. O Camarote Skol Carnaval Recife Antigo volta a fazer a cabeça dos dos convidados nesta noite de terça-feira (9/2) com novas atrações.

Banda Sinara

Revisitando o melhor do pop nacional: Banda Sinara animou os convidados com clássicos nostálgicos em versão reggae (Foto: Divulgação)

Baiana

Ué, não é Recife? E daí? Em tempos de multiculturalismo, o que que a baiana tem, hein?! (Foto: Divulgação)

De manhã ao entardecer, povo de recife é puro confete, serpentina e purpurina

De manhã ao entardecer: não importa a luz, é tudo hora de confete, serpentina e purpurina. O povo madruga no Recife Antigo (Foto: Divulgação)

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.