É mesmo de lascar. Enquanto os empresários de moda arregaçavam as mãos procurando sacudir o mercado durante a 18ª edição do Minas Trend, em Brasília os integrantes da alta cúpula do governo davam sinais de não pretendem largar o osso, enveredando por inacreditáveis manobras para se manter no poder, mesmo sob as evidências de desvarios que insistem em afirmar, com a cara mais lavada, que não existem. Poker face é pouco. Por isso mesmo, ÁS circulou pelo corredores do evento de moda mineira a fim de investigar qual seria o make up perfeito para dar cabo dessa inacreditável cara de pau dos três poderes. Confira abaixo as respostas de fashionistas de semblantes muito mais sinceros que os dos integrantes dos três poderes.

Há quem sonhe em uma presidente com rostinho tão angelical quanto o de Isabeli Fontana. Afinal, a moça é sexy a dar com o pau, mas na mesma proporção que enverga traços muito mais doces que os de Dilma. Para a top, “só mesmo um bom demaquilante para lavar tudo, pois não se trata de cobrir o rosto com maquiagem, mas de mostrar a cara limpa!”

Isabeli Fontana final _DSC3864

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Isabeli Fontana sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Poeta absoluto dos bordados e nervuras, Lino Villaventura se transfigura quando o assunto é a corrupção feita por debaixo dos panos. Para o moço, o assunto é tão grave que nas entrelinhas de suas criações persiste uma forte crítica àquilo que se passa no Brasil de hoje (leia a entrevista dele nesta edição do Minas Trend). “Moda é reflexo”, afirma o moço. “Tem que consertar essa cara torta à força, no muque”, fala com veemência.

Lino Villaventura final 2_DSC4679

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Lino Villaventura sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Para a atriz Laryssa Dias, que volta à televisão no próximo semestre após ter se destacado na última novela das 23h da Globo, é preciso muita cera de carnaúba para trazer verdades secretas à epiderme: “Um bom make para lustrar a cara de pau dos políticos e verniz para deixar suas manobras mais brilhantes e menos obscuras”.

Laryssa Dias 2 final_DSC4796

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Laryssa Dias sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Fidelíssimo à sua visão de moda, Ronaldo Fraga é o melhor exemplo de quem traz a persistência de uma ideia como rota para se manter na ativa como um verdadeiro Mad Max nesta estrada da fúria de um Brasil inóspito. Enquanto outros estilistas sucumbiram à agressividade de uma cruel economia, o talentoso designer permanece na ativa, mostrando que por trás da poesia de suas coleções reside um sobrevivente de apocalipses econômicos. Por isso mesmo, ele vaticina: “Menos make, chega de fake. Queremos a cara lavada!”

Ronaldo Fraga foto Tom Duarte

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Ronaldo Fraga sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Fina flor das digital influencers belo-horizontinas, essa turma não acredita mesmo que o povo de Brasília come quieto como mineirim. “È tudo escancarado demais”, alegam em uníssono. Da esquerda para a direita, Ana Magalhães sugere barro mineral para purificar o mar de lama facial. Em look off white com animal print, Deborah Zandona é verdadeira fera na hora de decretar a solução para o rosto mal ajambrado dos políticos: “Só demaquilante mesmo para remover camadas de podridão”, mesma opinião de Janaína Alvarenga, na extrema direita. No centro, a  inenarrável Le Turano aposta no duplo sentido de um “corretor”. E, em tons de terra, Luiza Guimarães investiria “numa linda maquiagem para amplificar a auto estima do povo, em cores suaves que representam a leveza d’alma”.

Blogueiras final_DSC4426

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Blogueiras mineiras sugerem soluções de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Adepto das estampas nada discretas para quem quer fechar na contramão dos que usam a sutileza como estratégia para agir na penumbra, Victor Dzenk dá dicas de Superbonita para resolver a banda podre do Brasil: “Uma base corretiva é o que há para tirar maus hábitos, seguida de um reforço nas olheiras. Na boca, quase nada: somente um bom discurso de trabalho sincero em prol da sociedade, ao invés da opção por blushes que pavimentam falsas ilusões”. Na lata…

Victor Dzenk final_DSC5179

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Victor Dzenk sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Badalada nas altas rodas mineiras, a gerente de cerimonial Marilu Sette Câmara é do tipo que curte um papo reto na mesma proporção com que chama atenção para sua persona: “Só mesmo um óleo de peroba para remover as impurezas de uma cara de jacarandá daquelas”, dispara.

Marilu Camara 2 final_DSC4702

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Marilu Sette Câmara sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Criatura onipresente nos backstages do Minas Trend, o talentoso make up artist Ricardo dos Anjos dá a tônica: “Uma maquiagem com porrete no lugar dos pinceis! Pode até levar um tempo para funcionar – vai demorar a pegar, sim! –, ah, mas que pega, pega…”

Ricardo dos Anjos final _DSC3746

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Ricardo dos Anjos sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Lindeza que dá conta do recado na cara limpa, Carol Ribeiro é teatral: “Do jeito que o país está, só mesmo um make todo preto, de luto, para chocar!”

Caroline Ribeiro final_DSC4162

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Caroline Ribeiro sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Tão performático quanto a maquiagem negra de Carol, o fotógrafo Sergio Caddah usa sua experiência pessoal after shave como metáfora para um Brasil pós-Lava Jato: “È preciso tirar a barba. Afinal, o Brasil anda muito escondido”.

Caddah final_DSC4609

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Sergio Caddah sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Consuelo Blocker dispensa apresentações. Chique de doer a alma – tanto quanto a mãe Costanza Pascolato –, ela traz a suavidade dos giardinos que fotografa nos arredores de sua residência italiana para essa questão sobre a maquiagem ideal: “Uma transparência solar de luminosidade primaveril é o tratamento perfeito para universalizar a beleza do Brasil nesses meandros do poder”.

Consuelo Blocker final_DSC4417

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Consuelo Blocker sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

New face com cabelinho dignos das melhores flappers dos anos loucos, a mineira radicada em São Paulo Iza Rabelo decreta: “Um bom blush resolve até vergonha na cara”.

Isa Rabelo final_DSC3763 2

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Iza Rabelo sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Diáfana como uma delicada brigite, a estilista Fabiana Milazzo se transmuta na Rainha de Copas e aposta numa solução de fazer tremer a base: “Tem make que dê jeito não. Melhor decapitar essa cabeça. Sim, cabeças vão rolar, meu bem!”, prevê com radicalismo digno de Robespierre.

Fabiana Milazzo final_DSC4175

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Fabiana MIlazzo sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Secretário de turismo de Aquiraz (CE) e proprietário de uma empresa de eventos, Hermano Bezerra da Silva é daqueles que vê a questão com olhos de sociólogo: “O melhor tônico para a pele é o povo interferir na gestão dos dirigentes. Para nós, que orbitamos as esferas técnicas, as manobras partidárias acabam suplantando nossos planos,  atrapalhando metas. Acabamos engessados. É preciso aproveitar esse momento no qual os políticos não estão mais em sua zona de conforto”.

Hermano Bezerra da Silva final_DSC4518

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Hermano Bezerra da Silva sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Turma dos modernos que deram expediente no Minas Trend, todos eles frequentam a mesma classe na curso de design de moda da Universidade Fundação Mineira de Educação e Cultura, a Fumec. Ah, os jovens… Da esquerda para a direita, eles dão preciosas dicas para acabar de vez com esse semblante de mogno, essas bochechas de rádica, essa aparência de pau-brasil do país. Maria Luiza Martins Sá oferece como solução um demaquilante da Avon, “do tipo que é vendido de porta em porta”. Mais azul que ararinha e mais cerúleo que companhia aérea, Bernardo Resende é pura retórica: “acho que é preciso remodelar o contorno, refazer os traços”. Já Maria Carolina Nobre gosta de marca boa: “Só mesmo os produtos da Kryolan apagam qualquer maquiagem reincidente”. E Izabela Cunha concorda com Maria Luiza, talvez pela afinidade de quem possa formar dupla na hora de executar as tarefas escolares: “Um demaquilante, ué!”

Alunos da Fumec final Foto Schnabl

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: alunos de design de moda da Fumec sugerem soluções de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alexandre Schnabl)

Bela como um pica-pau, a modelo Natália Moreira é detentora de uma pela de pêssego. Assim, ela usa o próprio exemplo para inserir o Brasil na rota das especiarias que tonificam a tez: “As filosofias orientais trazem a devida paz de espírito e introduzem n’alma o senso comum de benfeitoria social”. Okay, monamur. Então um implasto a partir de bom chazinho de ervas é suficiente para trazer epifanias em prol de um mundo melhor?

Natália Moreira final_DSC4414

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Natália Moreira sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Em preto & branco: assessores de imprensa com sorrisos marotos dignos do Coringa do Batman, Janete Santos (à esq.) e Robson Leite (à direita, óbvio, não viu o sexo de cada um, meu bem?) pensam na própria pele na hora de receitar a loção de beleza facial para esse Brasil madeireiro: “Uma máscara da Bel Col“, sugere Janete, que também dá assessoria para a marca de cosméticos. Tudo bem, ÁS conhece e sabe que funciona. Já Robson apela para um produto que é sonho de consumo entre sua geração: “Ah, babe! Um BB Cream ou primer de última geração resolve!”.

Janete Santos e Robson Leite final_DSC5148

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Janete Santos e Robson Leite sugerem soluções de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Com seu olhar arguto tanto para a moda quanto para as artes plásticas, Roberta Damasceno, da badalada Multimarcas carioca Dona Coisa, acredita que é preciso acreditar: “Os percalços são enormes e a situação difícil. Mas se não tivermos fé e fizermos nossa parte, a coisa desanda. Persistência nessa luta por um Brasil melhor é a melhor maquiagem para resolver tudo”, filosofa.

Roberta Damasceno_DSC4625

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Roberta Damasceno sugere soluções de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Com rubras madeixas parecidas com as de Mera, a mulher de Aquaman, a fotógrafa Telma Terra trabalha com nossa amiga do portal, a estilosa jornalista Natália Dornellas. Ela é mais uma que acredita na ação eficaz do óleo de peroba. Mas aproveita para contar como deixa os cachinhos tão alaranjados: “Misturo açafrão com a tintura ruiva e acrescento uma gotas de suco de limão”. Então tá, gata-garota!

Telma final_DSC4419

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Telma Terra sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Por falar em profissional de comunicação tarimbada que conhece todos os truques de beleza, Samira Campos acredita que esse momento é de batalha: “Para cobrir a face de jacarandá da classe política, só mesmo uma maquiagem tribal de guerra, daquelas usadas pelos antigos tupinambás”, decreta, usando como referência esta feroz etnia, dada a desejos de vingança e práticas de canibalismo. Ui!.

Samira Campos final_ DSC3789

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Samira Campos sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Jovem estilista e empresária à frente da Viva e da Vivaz, a doce Isabela Faria se mostra amarga na hora de determinar o que fazer com o Brasil. Para ela, não é caso de maquiagem, mas de um limpeza geral e irrestrita: “Que tal um rodo para tirar essa corja toda de Brasília?”

Isabela Faria final_DSC5125

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Isabela Faria sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Capaz de conciliar a o minimalismo essencial com a riqueza dos volumes em mix de materiais, a fabulosa Sonia Pinto causou na 18ª edição do Minas Trend. Ao mesmo tempo doce e contundente, ela aposta na verve performática de Marina Abramovic como a máscara ideal para dar cabo da cara de pau geral: “São tempos de som e fúria”.

Sonia Pinto final_DSC4924

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Sonia Pinto sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Produtor de passarela, o carioca Michel Cardoso é circense: “Maquiagem para cobrir a cara da politicagem só pode ser a de clown, com um nariz de palhaço enooooooorme”, diz, fazendo a pantomina que reproduz o adereço do personagem. “Essa moçada de Brasília curte nos fazer de palhaços. Então, é pancake pesadão para cobrir tudo”, determina enfurecido.

Michel Cardoso final _DSC4695

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Michel Cardoso sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

Louraça belzebu do primeiro time, Barbara Berger sempre apela para a sabedoria popular na hora de responder às enquetes do Ás na Manga. A moça sabe que, no íntimo, é o povão quem sabe das coisas: “Só mesmo duas coisas combinadas para resolver essa verve madeireira da rapaziada do Planalto: cera de carnaúba e aquele Jimo, o mata-cupim!”, ameaça com aquele misterioso ar de mata-mosquito.

Barbara Berger final_DSC4640

Nova rodada de pôquer do Ás na Manga: Barbara Berger sugere solução de beleza para dar aquele “tapinha” na cara de pau do Brasil (Foto: Alberto Wu)

 

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.