* Com Lucas Montedonio 

Ainda não havia Tiscci, nem Jacobs dando as regras. Este último possivelmente sequer havia tido a epifania de que o Brasil pode render bons namorados. Valentino não costumava aparecer no Rio durante o Carnaval. Nem Calvin Klein podia ser encontrado circulando descompromissadamente pela Feira Hippie de Ipanema. Sim, nesta época, o país ainda não tinha entrado no circuito fashion, os cursos de design de moda eram escassos, as semanas de estilo somente engatinhavam por aqui. Pior: não havia Gisele. Era quase o réveillon de 1994 e a Cidade Maravilha ficou em polvorosa com a presença de Jean-Paul Gaultier circulando pela urbe a convite de Candido José, diretor da faculdade de moda da Universidade Candido Mendes, que o havia conhecido três semanas antes em Paris. A ideia era entregar-lhe uma comenda, o que realmente rolou. Mas, para a surpresa geral da nação, ele foi parar mesmo na Le Boy!

abertura-veste-rio-out-2016-final-jean-paul-caultier-anna-oleveland-daniela-falcao-e-bruno-astuto-3249

Da esquerda para direita, Jean-Paul Gaultier, Anna Cleveland, Daniela Falcão e Bruno Astuto mostram que o Veste Rio veio para ficar. Segunda edição começa nesta quarta (19/10) (Foto: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação)

O louro estava no auge: ainda reinava absoluto como enfant terrible, pois somente no ano seguinte Galliano seria convidado pelo todo poderoso Bernard Arnault para assumir os dedais na Givenchy, o que lhe renderia o passaporte para se tornar logo em seguida o diretor criativo da Dior. Nessa época, Gaultier ainda colhia os frutos oitentistas da sua genialidade e Madonna nem sonhava em descambar para o lado de Riccardo Tiscci: ela era Jean-Paul!

Todo esse blablablá ajuda a situar a presença bombástica do estilista nesta semana no Rio, atraindo os holofotes em dois badalos de responsa: a festinha com ares de petit comité na Villa Philippe, em Santa Teresa, no domingo (16/10), para relançar seus perfumes Mâle“, “Classice Classic Eau de Parfum“; e, nesta noite de terça-feira (18/10), na abertura da segunda edição do Veste Rio. Aos 64 anos, versando entre o estilão “Querelle” (não no look pessoal, mas no décor que teve até canoa na piscina) do finde e o visual rocker – com jaqueta de couro no badalo da Marina – ele continua provando que, tanto num bafão marselhesco quanto na garupa a cotê de um rebelde, o designer continua inconfundível.

le-male-jean-paul-gaultier-final

“Le Mâle”: lançado pela primeira vez nos ninities, emblemático perfume de Jean-Paul Gaultier abusa da estética “Querelle”, filme que explorou aquele fetiche que só um marujo bem torneado pode evocar. Nada é por acaso. Esse visual é marca registrada do estilista, que explodiu na virada dos 1980, pouco após o longa estrelado Brad Davis conquistar o mundo e se tornar representação maior dos inferninhos do porto frequentados por sedutores marinheiros (Foto: Divulgação)

Na festa promovida pela Vogue e o Caderno ELA, mais comportada, ele pode capitanear atenções em um espaço amplo, onde a turma fashion contracenou com globetes num espetáculo típico desses tempos de mídias digitais.

Não que essa preocupação não existisse no agito da Villa Philippe, au contraire! A simples presença de uma turma animada ao redor de Bethy Lagardère já dava a tônica de que estava traçada a autopista de mão única para chegar a JPG e garantir a selfie da noite. Okay, válido. Mas, cá entre nós, nem precisava. Afinal, o enfant terrible da moda é acessível, conservando aquele olhar de garoto, de quem está constantemente descobrindo o mundo ao redor. Ele ama a gaiatice.

21

Bafônica: a diva Elza Soares toma conta do salão com sua voz privilegiada, enquanto Gaultier literalmente assiste de cadeirinha. E haja banana parfa segurar na pista o gogó de Elza! (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

Por isso mesmo, quando perguntado sobre a atração dos franceses acerca da Bahia (a festa era baiana arretada, da música ao acarajé), ele entregou o jogo: “Francês ama o exotique! Não é só Pierre Verger. Ainda vemos a vida com olhos de que circulou da Argélia ao Caribe”, dispara com ares de Corto Maltese.

Não à toa, esteve em abril do ano no Rio passado dançando incógnito na Le Boy, quando esta ainda resistia à investida carioca da The Week. Ou lá atrás, no carnaval de 2000, quando assistiu a um show de uma Gretchen atônita no palco do inferninho. A dama do bumbum parou de cantar “Je suis la femme” (melô do pirpirpi) e, se desculpando, mandou na lata em alto e bom som para Gaultier e seus amigos: “Sorry, não falo francês!”. Sem entender nadica, ele ria! Quem viu, viu e ÁS estava lá…

Generated by IJG JPEG Library

Jean-Paul Gaultier e um amigo por ocasião do baile da AmFar no Brasil, em 2015. Estilista aproveitou a vinda pra bater ponto na Le Boy (Foto: Reprodução)

Em tempo: impressionante como uma festa que se propõe a ser “gaultieresca” pode ser sensacional e por a mesmice dos dias atuais ladeira abaixo. A direção criativa de Leo Belicha , com participação de Bianca Jahara e Diana Balsini, garantiu um climão de grand monde com toques sutis de perversão, do tipo que se via nos anos 1920, quando rapé era vendido em farmácia. Exatinho da maneira como JPG vê a vida. E de como se cerca de amigos. É o próprio Belicha quem dá a dica: “Trabalho de uma equipe afiada. Ninguém faz nada sozinho”.

leo-belicha-gaultier

Pinta básica: ao lado de Jean-Paul Gaultier, Leo Belicha (dir.) posa na festa da Villa Philippe em homenagem ao primeiro (Foto: Reprodução/ Instagram)

Confira abaixo quem esteve no agito de abertura da segunda edição do Veste Rio (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação): 

abertura-veste-rio-out-2016-final-thalita-rebouc%cc%a7as-3407

Talitha Rebouças (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-pamela-tome-3396

Pamela Tomé (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-paulo-dalagnoli-3242

Paulo Dalagnoli (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-marcello-melo-jr-3229

Marcello Melo Jr. (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-joao-vicente-3221

João Vicente de Castro (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-flavia-sampaio-3205

No Veste Rio, Flávia Sampaio mostra com quantos grafismos se faz uma Pocahontas tropical Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-giovanna-priolli-e-rodrigo-raposo-3197

Rodrigo Raposo e Giovanna Prioli (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação)

abertura-veste-rio-out-2016-final-renata-domingues-3183

Renata Domingues (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-tuca-andrada-3173

Tuca Andrada (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

abertura-veste-rio-out-2016-final-leticia-birkheuer3073

Letícia Biurheuer (Fotos: Reginaldo Costa Teixeira / Divulgação):

Confira abaixo o badalo de Santa Teresa (Fotos: Bruno Ryfer / Trezze Imagens / Divulgação): 

1

A Villa Philippe, em Santa Teresa, foi o venue escolhido para o badalo promovido para relançar duas fragrâncias clássicas da família Gaultier: o masculino ‘Le Male’ e o feminino ‘Classique’ (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

2

Iluminação de boudouir: expo de modelitos criados por Jean-Paul Gaultier sob uma luz vermelho-arretado! (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

3

Rodando a baiana, o menu da festa foi assinado pela chef Adriana Mattar, do Cooking Buffet e contou com muito acarajé, ôxente! (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

4

Na cama com Madonna? Nada disso! A modelo Indira, que tem no currículo gente graúda como Snoop Dogg e já dei até selinho no príncipe Harry, recebia os convidados de lingerie e peignoir, ganhando a simpatia dxs meninxs do coletivo Drag-se (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

5

Chama rápido Maria Machadão! As meninas de roupas íntimas provam que, em se tratando de batuque na cozinha, sinhá deixa solto. Rodando feito pião, Anna Cleveland mostra que entende de gira! (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

6

Tipo Gatsby, mas com acarajé: vista aérea do badalo que preencheu o casarão da Villa Philippe, em Santa Teresa, para celebrar as fragrâncias de Jean-Paul Gaultier (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

7

Vilma da Banana: entre Alma Negrot (esq.) e Ravena Creole (no centro), reencarnação brazuca de Josephine Baker reedita a banana dance sob o olhar lascivo de Indira. Imperdível, já que hoje em dia só resta pouco mais de um minuto de registro da diva negra saracoteando (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

9

Ai, meus sais! Filha da legendária modelo Pat Cleveland, musa de Dali, Anna Cleveland se joga nos braços dos musculosos marinheiros (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

8

Tito-tico no fubá! Irlandesa que já brilhou em desfiles da Chanel, Moschino e do próprio Gaultier, La Cleveland revela verve brasileira ao provar que tem samba no pé (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

10

Hully gully ou charleston? Nada disso, amor! No badalo de Gaultier, o agito – com ótimo set de Rosana Rodini – mostrou que o batuque é perfumado! (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

11

Jean-Paul Gaultier e Sheron Menezes (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

12

Modelo e apresentadora, Renata Kuerten causa frisson por onde passa. A beldade apostou em um macacão preto Lenny Niemeyer e, aos 28 anos, acaba de comemorar 51 capas de revista (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

13

Fernanda Nobre errou de década: o badalo tinha aura twenties, mas ela apostou na Swinging London.  (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

14

Entre Guto Carvalho Neto e Cris Pinheiro Guimarães, Carô Rennó – que brilhou no desfile do primeiro no Rio Moda Rio – contou ao ÁS que anda frenética com sua tese de mestrado. Formada em música, anda imersa estudando a obra de um compositor brazuca (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

15

Bethy Lagardère sabe o que é bom! A mineira que engoliu Paris e o mundo sassarica na pista ao som de música de percussão e de hits seventies (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

16

Tipo Travolta e Uma Thurman em “Pulp Fiction”: Jean-Paul Gaultier e Bethy Lagardère ensaiam um tête-a-tête cheio de atitude (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

17

Para sepultar de vez qualquer vênus platinada: em sua morenice absoluta, Débora Nascimento devora a festa com seus visual arrasador (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

19

Recém-homenageada no Festival do Rio, Lea T. se revela um tanto sensível para um mulherão: “Esse tipo de celebração mexe comigo!” (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

23

Em look assimétrico P&B assinado pelo próprio estilista, Sabrina Sato rouba a cena no agito chez Jean-Paul Gaultier (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

26

Stefano Ventin, modelo baiano e futuro nutricionista, aumentou o time de bonitões convidados (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

27

Editora-sênior da “Glamour”, a carioca Paula Merlo não hesitou ao posar entre os boys-magia (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

28

Bob Wolfenson e Lucas Boccalão (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

29

Entre marujos tropicais, a blogger e consultora Chris Pitanguy assume a leather dominatrix que não precisa de máscara para personificar sua Mulher Gato! (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

30

Exuberância a toda prova: ao lado de Luíza Brunet, Patricia Brandão mostra que a herança festeira de Humberto Saade permanece no espírito da cidade, na presença iluminada das duas (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

31

Oskar Metsavaht e Vik Muniz (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

32

Filipa Richter, Georgiana Basto e Felix Richter (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

33

Morena d’Angola que leva o chocalho amarrado na canela, Cris Vianna assume a fenda, mas se comporta (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

35

Fernandinha Barbosa e Beto Gatti (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

36

Tipo babalorixá, mas na moda: Leo Muqui mescla branco com étnico numa vibe que deixaria Pierre Verger ouriçado (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

38

Pablo Moraes (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

40

Sheron Menezes (Foto: Bruno Ryfer / Trezze Imagens)

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.