* Por Fátima Telles

Depois de se ausentar por um tempo da telinha, Flávia Alessandra, em carne e osso duro de roer como a vilã Sandra, de Êta mundo bom!. A moça volta com tudo, prometendo mais um daqueles personagens que ficarão na memória dos grandes trabalhos na TV, considerando que a atriz já viveu outra grande malvada em novela de época escrita por Walcyr Carrasco, Alma Gêmea (2005). Casada há dez anos com Otaviano Costa, apresentador do Vídeo Show”, eles têm uma filha Olívia, de 5 anos e Giulia de 15 anos, do primeiro casamento da atriz. Feliz na vida a dois, Flávia vê semelhanças no jeito intempestivo de sua personagem e dela. “Às vezes, sou um pouco mandona, mas Otaviano diz que gosta”! Então tá, né? Divertida, irônica, parece estar sempre assim, irreverente e de bom humor. Confira tudo nesta entrevista.

Flavia Alessandra

Flávia Alessandra: sua coleção de vilãs na telinha atinge o ápice com a louríssima Sandra, de “Êta mundo bom!’ (Foto: Divulgação)

Megeras de carteirinha

“Minha personagem Sandra, em “Êta mundo bom!” é uma mulher de multifaces, uma vilã irônica, irritada, que ama o irmão, ama a tia, mas porque ela é rica, e é bem resolvida com a vida. Ela é uma vilã diferente da Cristina, que fiz em “Alma Gêmea” há dez anos. Tento resgatar dela as coisas que encantaram o público e colocar na forma da Sandra. Os impulsos são outros. A Cristina era movida a um amor por um único homem, que nem aceitava esse amor, e ela era mal resolvida com tudo isso. Já a Sandra quer se dar bem, é ambiciosa, seu lance é grana! É uma mulher bem pragmática e para ela não existe o amor. As motivações são bem diferentes”.

Instabilidade

“Minha personagem Sandra estava com a vida garantida e de repente a tia fala que tem um filho. Como assim!?! Ela perde o chão, pois não se programou para casar. Pretendia seguir a vida e ter seu dinheiro, a herança. Quando vê isso em perigo, tudo muda para ela”.

Fogo e sedução

“Na minha cabeça, ela poderia ter uma relação de amor com o Ernesto (Eriberto Leão), dois vilões que se encontram e almejam se dar bem. Mas Walcyr (Carrasco) nos falou que Sandra não se apaixona, não tem amor e só quer mesmo estar no topo da cadeia alimentar. Não tem nada de paixão, mas fogo é o que ela mais tem. Ela usa a arma da sedução direto. Ernesto e Sandra irão se aliar e se tornarão a duplinha que vai aprontar”.

Flavia Alessandra 5

Casal encrenca: encontro entre Eriberto Leão e Flávia Alessandra na novela da Globo é movido pela ambição, apesar do fogo: “Sandra é ardida”, afirma a atriz (Foto: Divulgação)

Semelhanças com a personagem

“Ela tem muito humor, é irônica, super ácida. Sou uma pessoa assim, de vez em quando. Também fico à flor da pele, por vezes. Todas nós temos TPM, não é mesmo? Às vezes também sou mandona, mas o Otaviano diz que gosta, então… Não uso a sensualidade como ela, para seduzir os homens. Afinal, tem sempre o mesmo bofe lá em casa (risos). Mas não tenho a vilania e me divirto fazendo isso”.

flavia-alexandra-e-otaviano-costa final

Casada há dez anos com Otaviano Costa, Flávia Alessandra se diz “mandona” no lar e afirma que, ao contrário da sua personagem na novela, “tem sempre o mesmo bofe lá em casa” (Foto: Reprodução)

Platinadérrima

“Meu cabelo estava castanho natural com um pouco de luzes nas pontas e foi usado um tom de louro claríssimo (Cor &Ton Niely Louro Platinado 12.11). Sou embaixadora da marca e o louro é o tom que mais combina comigo e com minha pele. Adorei. O retoque é a cada 15 dias, apenas na raiz”.

Flávia Alessanadrsa Cor & Ton Niely final

Vênus platinada: desde o final do ano, Flávia Alessandra dá expediente à la Jean Harlow, após ter descoloridos as madeixas para uma campanha de cabelos (Foto: Divulgação)

No shape

“Fiquei fora da TV por um ano e meio e não me descuidei nem um pouco. Faz parte da minha vida fazer exercícios. Quando estou viajando relaxo, mas tenho sempre um tênis na mala e quando dá, eu corro ou caminho. Faço um pouco de tudo: personal, boxe, aeróbica, dança, musculação. Preciso variar”.

Boquinha sob controle

Durante a semana, continuo comendo de tudo, mas de uma forma moderada. Corto aquilo que já sei que não posso. Como alimentos integrais, corto frituras, pratos à milanesa e bebidas. Mas sexta-feira, eu começo… (risos) ”.

Flavia Alessandra 3

Na festa de lançamento de “Êta mundo bom!”, em janeiro, Flávia Alessandra deixou transparecer que não se descuidou da boa forma durante o ano e meio em que ficou fora do ar (Foto: Divulgação)

Mulher da lei

“Me formei em Direito e demorei um tempo pagando a OAB (Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil), até que a minha ficha caísse e eu acreditasse que a carreira tinha dado certo. Meu pai, militar, me apoiava, mas levantava a bandeira de que mulher tem que ser independente e ter um sustento seu. É o que passo para minha filha Giulia: ter foco, mas fazer vestibular também”.

Experiência de mãe, conselho para a filhota

“Passo a visão dessa nossa carreira que é difícil, falo para a Giulia continuar com foco nos estudos. É o que ela ama, mas tem que ter um plano B até dar certo e decolar. Entrei na Globo com a mesma idade dela, 15 anos. É quase a mesma história. Mas a grande diferença é que quando comecei, não havia essa rede social toda, paparazzi, sites e ela vai precisar aprender a lidar com isso bem novinha. Para ela tomar um porre em público vai ser difícil, sair escondida com as amigas também, coisas que a gente podia fazer. Essa realidade eu não vivi, graças a Deus!

Flavia Alessandra e a filha Giulia Instagram

Flávia Alessandra e a filha Giulia, de 15 anos, que pretende seguir o caminho de atriz: conselhos de carteirinha sobre como se comportar em tempos de excesso de exposição midiática (Foto: Reprodução / Instagram)

Viagem e nova casa

“Enquanto estava fora da TV, fiz o filme Doidas e Santas“, no ano passado, a ser lançado este ano. Consegui colocar ordem na vida, pois acabei de construir uma casa e fiz uma viagem com a família toda, papai, mamãe, irmãos, coisa que não fazia há muitos anos”.

flávia alessandra doidas e santas durante a filmagem final

Top & shortinho: durante as filmagens de “Doidas e Santas”, no Rio de Janeiro, Flávia Alessandra já mostrava o quanto estava rasgada (Foto: Reprodução)

Valores perdidos

“A mensagem que a novela traz é incrível e especial para todo esse momento punk, barra pesada, de tanta denúncia, de tanto suborno que estamos vivendo, inclusive com o descaso no atendimento à saúde. Então, “Êta mundo bom!” é como um respiro para o povo brasileiro, ajudando-o a esquecer os problemas lá fora. Nossa novela vem realmente com essa proposta, resgatando valores de confiança, de ingenuidade, de cuidado que a gente não tem mais. Nós éramos assim e perdemos tudo isso, então acho que a trama é exibida num momento importante para o Brasil”.

* Com artigos publicados nas principais revistas do país, blogs e sites, a jornalista tem bagagem em mídias digitais e content marketing, fazendo da delicadeza seu trunfo para extrair depoimentos das celebs. Mas não se deve confundir seu aspecto doce com serenidade. Amante de programas de viagem, a carioca é fogo! Sagitariana com ascendente em áries, defende as filhas com ímpeto de mãe-ursa – “elas são tudo para mim!” – e vai da água para o vinho: saboreia um suco de melancia na voracidade com que se entrega a churrascos.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.