Cabeça criativa por trás da rede de salões Jacques Janine, Mauricio Pina é conhecido pelo olhar avant-garde e pela concepção de shows que fazem a alegria do segmento de beleza nos grandes eventos do Brasil e do mundo, como as feiras de cosmética e na Intercoiffure, importante Associação Internacional de Cabeleireiros e uma espécie de ONU da cosmetologia, na qual assume também a direção artística na América Latina. Mas esse paulista cool e minimal, no carnaval vira outra pessoa. Sua veia fantasiosa salta da testa e ele incorpora, como num caso de possessão, personagens inacreditáveis tanto no Sambódromo paulista quanto no carioca, nos quais dá expediente há exatos 29 anos. Caso de amor pela folia.

Nesse ano, o moço vem mais afiado como nunca, emprestando sua doce figura a quatro escolas de samba, duas no Rio e duas em São Paulo. Haja fôlego. Na terra da garoa, ele surge no abre-alas da Rosa de Ouro nesta noite de sexta-feira (5/2), que vem com o enredo: “Arte a flor da pele. A minha história vai marcar você”. No carro, Mauricio vem como Otiz, a marca ancestral“. Oi? Bom, ele representa o homem primitivo. A fantasia significa o começo de tudo, quando os aborígenes realizavam rituais com dentes de animais, ossada de mamute e pedras lascadas. Para tanto, o rapaz se entregou ao delírio visual de penas de todos os tipos: faisã, pavão e avestruz em amarelo enriquecem o esplendor.

Mauricio Pina carnaval 2016 final Rosas de Ouro 03(1)

Carnaval arte: tradicional destaque nas escolas de samba do Rio e SP, Mauricio Pina leva o visagismo cênico a um patamar master na folia (Foto: Divulgação)

Já no sábado (6/2), ele volta ao sambódromo do Anhembi para desfilar para a Mocidade Alegre envergando outra fantasia que também tem a ver com a estilização do primitivismo: devidamente antenado com o enredo “AYO, A Energia Ancestral”, ele se despe de seu natural estilo urbano para avermelhar a avenida com penas de pássaros em aplicações em cerâmica, revelando a alegria de AYO, orixá do som e da música extraído da força do tambor. Poesia pura.

Mauricio Pina carnaval 2016 final Mocidade Alegre 02(1)

Amparado pelo olhar privilegiado e por décadas de megashows que difundem os talentos cosméticos do Brasil pelo mundo, o beauty artist Mauricio Pina empresta sua criatividade ao carnaval, como nesta elaborada produção para fechar o abre-alas na Mocidade Alegre neste sábado (Foto: Divulgação)

Mas, quem tem amor pelo carnaval de verdade não pode se resguardar apenas para a pauliceia: nesta maratona implacável, domingo (7/2) Mauricio já chega cedo na maior festa popular do mundo para se entregar de corpo e alma à sua estreia na Estácio de Sá, que vem com toda a força no grupo especial com o enredo “Salve Jorge, o Guerreiro na Fé”. Neste terceiro abre-alas da temporada 2016, ele se cobre com a armadura do santo guerreiro, com a força de um Jorge Leão amplificada pelas penas torcidas de ema e de faisão e pavão em vermelho (cor da escola), laranja e celeste.

Mauricio Pina carnaval 2016 final Estacio de Sá 03(1)

Amor à arte: apaixonado pelos desfiles de carnaval, Mauricio Pina não se incomoda de dar a cara a tapa, ou melhor, de ocultá-la sob pesada fantasia e máscara de leão, no visual criado para a Estácio e Sá neste domingo (7/2) no sambódromo carioca (Foto: Divulgação)

Para fechar – porque o santo é de barro, mas Mauricio é fogo -, ele encerra sua verve foliã em outra agremiação onde o vermelho pontua: na Acadêmicos do Salgueiro, em desfile nesta segunda (8/2) que entra na avenida às 22h30, com o enredo: “Ópera dos Malandros”. Dessa vez, o beauty artist se entrega à jogatina. Explica-se: ele dá o ar de sua graça no 4º carro, O Cassino“, com a fantasia: Jogatinando com a Sorte: Curinga, o Malandro do Jogo”. E, como o moço anda mais rubro que rosa, o look vem nos tons tons de negro e vermelho. Para variar, ele não economizou nas penas de pavão e de faisão negras, agora finalizadas com ponteiras de cisne brancas, que transformando seu Curinga Malandro numa charmosíssima criatura, entre dados, cartas e roletas.

Mauricio Pina carnaval 2016 final Salgueiro 03(2)

Curingão: fechando o ciclo da folia 2016, o destaque Mauricio Pina arrebenta no visual de uma figura inspira nos cassinos, criada especialmente para o 4º carro alegórico do Salgueiro, na exata ponte entre os carnavais do Rio e Veneza (Foto: Divulgação)

Imagens:

Concepção das fantasias: Mauricio Pina

Make:  Regina Maura (Jacques Janine)
Fotos:  Ronaldo Rodrigues e Celso Meireles

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.