Não é de hoje que as maxi bijoux fazem sucesso. Segredo das francesas para dar um up no visual, os colares, brincos e pulseiras avantajados são sinônimo de mulher power, de Cleópatra que sabe o que quer. No Minas Trend, esse segmento sempre teve vez. Por isso mesmo, ÁS circulou pelos corredores desta 19ª edição do salão de negócios para conferir as novidades no setor. Entre novos e antigos expositores, conheça quem se destacou no evento!

maxi-bijoux-minas-trend-le-diamond-4-foto-alberto-wu-out16-final

Bola da vez: maxi colares gráficos em acrílico, da Le Diamond, vão na aba da alta dessa matéria-prima (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

Com peças fabricadas em acrílico levíssimo, mas com design orgânico que prima pelo tropicalismo, a argentina Virginia Moretti participou do evento pela primeira vez. Inspirada por hibiscos, orquídeas, costelas de adão, limões, araras e flamingos, ela entrega de onde vêm as referências da coleção Hello summer“: “Foi uma viagem a Cuba que fiz com meu marido em 2008. O período nesse paraíso caribenho não sai da cabeça”. A moça, que está no Brasil há oito anos desde quando o amado foi transferido, entrega o jogo: “Moro em São Paulo, onde fiz minha empresa, mas amo o Rio. Não vivo sem praia”. Por isso mesmo, distribuía aos clientes um santinho. De candidato a segundo turno? Nadica, meu bem! Uma receitinha básica de Cuba Libre e de um Mojito daqueles capazes de fazer a alegria de Hemingway.

maxi-bijoux-minas-trend-virginia-moretti-foto-alberto-wu-out16-2-final

Há oito anos no país, Virginia Moretti interpreta a tropicalidade no acrílico e estreou no Minas Trend nesta 19ª edição (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

Confira abaixo a campanha de verão de Virginia Moretti (Divulgação):  

Na mesma pegada do acrílico, mas nada tropical, a Le Diamond é de Limeira, interior de São Paulo. Em sua primeira presença na feira de negócios, o designer e empresário Tiago Rincaweski entrega o jogo: “O evento foi bacana. Comecei há pouco, pois meu marido Isaac tem outra fábrica de bijuterias: esse estande aqui do lado [Rincaweski]. Estudei moda e vi que a plasticidade do acrílico é minha onda. Aí investimos também nessa outra empresa”. Entre geometrismos e geometrices, itens com pegada new wave ou neo pop asteca são o que há! Detalhe: maxicolares na faixa de R$ 130 e brincos em torno e R$ 50. Precisa dizer mais?

maxi-bijoux-minas-trend-le-diamond-tavane-cambiaghi-foto-alberto-wu-out16-final

Para causar: representante comercial da Le Diamond, Tavane Cambiaghi aposta no gosto da brasileira por “peças de impacto” (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

De Alagoas, Jeanine Fontan é veterana no Minas Trend. À frente da Caleidoscópio, suas coleções impressionam pelos brilhos, cristais e canutilhos, fazendo sucesso desde a segunda edição do evento. Referências déco são sua marca. Dessa vez, ela enveredou por mitos brazucas para criar o inverno 2017. “Pesquisei cinco narrativas: boitatá, vitória-régia, açaí, uirapuru e lobisomem”, mostra as linhas, entre as quais aquela na qual predomina o verde, fazendo menção à famosa planta aquática amazônica que inspira tantas lendas. “Mas, e essas peças com jeitinho do musical Chicago”, em preto & vermelho, tipo Gatsby?”, pergunta ÁS. Ela não se faz de rogada: “Ah, é meu lobisomem. O preto é a escuridão, o rubro é o sangue!”. Okay, Jeanine, as criaturas das trevas nunca estiveram tão chiques!

maxi-bijoux-minas-trend-jeanine-fontan-foto-alberto-wu-out16-2

Brasil art déco: Jeanine Fontan, da Caleidoscópio interpreta lendas brasileiras e crendices amazônicas dentro do estilo que lhe consagrou (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

Também do Nordeste, Sheila Morais faz de Natal o quartel-general de sua SD. Entre acrílicos finíssimos e metais tão leves quanto, ela conta o segredo: “Parece estamparia em metal, mas é fundição. Leve, leve, levinha”. Nessa temporada, ela investe pesado para ganhar em “sombra & água fresca”, nome da nova coleção. Numa pegada náutica, seus corais, orquídeas e hibiscos contracenam com cordas em listrado bleu-blanc. Investimento certeiro em acessórios que não saem de moda.

maxi-bijoux-minas-trend-sheila-morais-sd-foto-alberto-wu-out16-10-final

Direto de Natal, Sheila Morais, da SD Design, aposta na sofisticação do lifestyle praiano para criar suas bolsas e bijoux (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

E, no meio dessa exuberância toda, sobressaem duas linhas de bolsas: tanto aquela em verniz na qual Sheila aplica patches e arremata com grelôs, quanto a de clutches e carteiras de festa, em madeira com cobertura em acrílico, bem gráficas, criadas em parceria com Wagner Kallieno.

maxi-bijoux-minas-trend-sheila-morais-sd-foto-alberto-wu-out16-9-final

Patches, pompons e borlas: aplicações variadas se encarregam de diferenciar as bolsas da SD Desisng (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

maxi-bijoux-minas-trend-sheila-morais-sd-foto-alberto-wu-out16-8-final

Bonequinhas de luxo: a linha criada por Wagner Kallieno para Sheila Morais brinca com elementos da cultura pop (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

Há 22 anos na ativa no casório e na empresa, o casal Sergio Volpi e Ivana Salume é de São Paulo. Desde o início, produzem bijoux em resina de poliéster para terceiros como Le Lis Blanc, John John e Morena Rosa, mas há dois anos resolveram investir na marca própria, que leva o nome da mulher. Parente distante do “pintor das bandeirinhas”, como ele menciona, Sergio já foi designer em decoração, tecelagem, já fez de roupa a tapeçaria. Entre peças com verve contemporânea e cara de mulher bem-nascida, destacam-se as coleções de correntes com elos em preto, mostarda, ocre, tartaruga. Belezuras com cara de corner de acessório bacana em magazine parisiense. Diante desse mercado tão específico, o empresário entrega o ouro ao bandido: “Não existe crise nesse nicho de acessório sofisticado. O movimento se mantém e, desde quando começamos a expor no MT, sempre vendemos bem!”.

maxi-bijoux-minas-trend-ivana-salume-sergio-volpi-foto-alberto-wu-out16-2-final

Acorrentados: à frente da empresa há mais de duas décadas, Ivana Salume e Sergio Volpi apostam na valorização das peças em resina, clássico da moda-acessório (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

Com sua Cosmopolitan, Nadia Gimenes passou também a assinar as criações com seu próprio nome. Outra estilista que brinca com resina, ela aposta nos brincos e broches de frutas, numa levada que deixaria o fubá da Carmen Miranda ouriçadíssimo. E, como a moça curte o graúdo, trata logo de exibir as bolsas em tecido listrado de feira com mega apliques de abacaxi. O coração faz chicachicachicaboom.

maxi-bijoux-minas-trend-nadia-gimenes-cosmopolitan-foto-alberto-wu-out16-2-final

Ressignificação: Nadia Gimenes apresenta as bolsas de feira com mega patches em resina (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

maxi-bijoux-minas-trend-nadia-gimenes-cosmopolitan-foto-alberto-wu-out16-final

Pequena notável: à porta do estande, é Nadia quem mostra a linha de bolsas em palha decoradas da Cosmopolitan inspirada na brazilian bombshell (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

maxi-bijoux-minas-trend-nadia-gimenes-cosmopolitan-foto-alberto-wu-out16-3-final

Pera, uva, maçã, salada mista: brincos em forma de frutas da Cosmopolitan foram hit na 19ª edição do Minas Trend (Foto:Alberto Wu para Ás na Manga)

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.