A Itália parece ter perdido – pelo menos provisoriamente – a sua primazia nas artes futebolísticas como se viu na mais recente Copa do Mundo. Entretanto, o país que já levou para casa quatro Taças do Mundo continua a merecer posição de destaque no clube de países mais criativos e produtivos em termos cinematográficos. Afinal, ao longo da história, a Itália foi um dos pilares da Sétima Arte, ao lado da França e dos Estados Unidos.

Desde os primórdios do cinema, um pelotão de diretores, atores, técnicos e artesãos italianos impuseram novas formas, linguagens e estilos. E ao longo dessa trajetória, um momento preciso do século XX é inevitavelmente lembrado como o apogeu do Made in Italy: os revolucionários anos 1960-1970, quando nomes como FelliniVisconti,   RosselliniPasoliniBertolocciBologniniGermiDe SicaTavianiOlmi – entre tantos outros – e gêneros como o épico de “espada e sandália”, o western spaghetti, a comédia erótica, o giallo, o thriller policial e os melodramas de época italianos invadiram as telas do mundo inteiro, chegando a ameaçar a própria hegemonia de Hollywood, então em crise.

8 1/2 Festa do Cinema Italiano nasceu em Lisboa em 2008. Esta décima-primeira edição, que acontece entre 2 e 8 de agosto, traz ao Brasil 11 longa-metragens da mais recente e inédita safra cinematográfica italiana no país. Desta vez, serão 12 capitais contempladas simultaneamente com a mostra: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Brasília, Goiânia, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Fortaleza, Recife e Salvador. Este ano o cartaz foi inspirado no mote #somostodositalianos e brinca com as expressões idiomáticas comuns a italianos e brasileiros (Foto: Divulgação)

Pois bem, para sorte dos nostálgicos dessa era de ouro e dos cinéfilos em geral, chega ao Brasil mais uma edição do 8 ¹/² Festa do Cinema Italiano” que tem como objetivo atualizar o público brasileiro com a produção peninsular mainstream mais recente.

ROMA, UM ATOR, DOIS FILMES E MUITOS PRÊMIOS
O destaque desta edição são duas obras – “Fortunata” e “Dogman” – que têm vários aspectos em comum: somadas, arrebataram 14 prêmios nacionais e internacionais importantes, são ambientadas na desolada periferia de Roma – dentro da mais ilustre tradição neorrealista italiana, desde “Ladrões de bicicleta”, de Roberto Rossellini, até “Accattone” de Pier Paolo Pasolini – e contam com a presença no notável ator romano Edoardo Pesce, que está no Brasil especialmente para promover a mostra. Confira abaixo:
FORTUNATA (IDEM):

O filme do também ator Sergio Castellitto narra as desaventuras da suburbana cabeleireira a domicílio Fortunata que atravessa a cidade diariamente para cuidar dos cabelos de senhoras burguesas, enquanto em casa só enfrenta problemas: um casamento falido e dificuldades econômicas para sustentar a filha de 8 anos. O longa foi considerado um poético hino ao voluntarismo de personagens que lutam arduamente para sobreviver numa Itália áspera. No ótimo elenco, a laureada Jasmine Trinca no papel-título  que lhe rendeu os prêmios David di Donatello (o “Oscar italiano”),  o da mostra “Un certain regard” do Festival de Cannes 2017 e o Nastro d’argento -, além do astro Stefano Corsi e Edoardo Pesce.

Jasmine Trinca é a personagem que dá nome ao filme de Sergio Castellitto “Fortunata”, exibido em na mosra “Un certain régard” eC(Foto: Divulgação)

Confira abaixo o trailer oficial de “Fortunata” (Divulgação):

“DOGMAN” (IDEM)

Depois do feérico “O conto dos contos” (2017), Matteo Garrone, o celebrado diretor de “Gomorra” (2008), mergulha novamente na realidade mais contundente da vida italiana e dela extrai uma poderosa narrativa inspirada em caso real de homicídio ocorrido na periferia de Roma em 1988. O franzino Marcello (Marcello Fonte) trabalha num modesto petshop. Devido à sua natureza tranquila, mantém uma ambígua relação de submissão com Simone (Edoardo Pesce), um ex-boxeador que aterroriza o bairro. Após sofrer mais um ato de prepotência do violento amigo, Marcello planeja uma terrível vingança. Filme notável pelas notáveis interpretações dos coprotagonistas que foram recompensados com os prêmios de Melhor Ator no Festival de Cannes deste ano, para Fonte, e o Nastro d’argento para ambos.

Ambientado num subúrbio do sul da Itália, “Dogman”, nova produção de Matteo Garrone, chamou atenção do público no último Festival de Cannes, em maio (Foto: Divulgação)

Confira abaixo o trailer oficial de “Dogman” (Divulgação):

Talvez o aspecto mais significativo dessa mostra seja o de fixar no imaginário do público de cinema brasileiro que o cinema italiano continua inventivo e coerente com as suas veneráveis tradições e que o promissor surto do início do milênio, que revelou nomes como Paolo Sorrentino (A grande beleza“, “Juventude“), Matteo Garrone (“Gomorra“, “O conto dos contos”) ou Luca Guadagnino (“Um sonho de amor“, “Me chame pelo seu nome”) não arrefeceu e continua gerando novos e saborosos frutos.

A ITÁLIA CONTEMPORÂNEA VISTA PELO CINEMA
Conheça os trailers dos demais nove longa-metragens que integram a mostra no Brasil:
EMMA (EMMA, IL COLORE NASCOSTO DELLE COSE)
Drama romântico de Silvio Soldini apresentado no Festival de Cannes que narra o encontro improvável de um publicitário com uma médica osteopata com deficiência visual, interpretada pela grande Valeria Golino, atriz greco-italiana com carreira internacional  – lembram de “Rain Man” ? – que já foi laureada com todos os principais prêmios do cinema italiano.

NICO, 1988 (IDEM)
Um das mais aguardadas obras da festa, a cinebiografia de Susanna Nicchiarelli retraça a conturbada trajetória da cantora, compositora, modelo e atriz alemã Nico, musa de Andy Warhol e Lou Reed e ícone do movimento underground dos anos 1960.  O filme, vencedor da Mostra Orizzonti do Festival de Veneza 2017, destaca-se pela interpretação visceral da atriz dinamarquesa Irine Dyrholm no papel-título.
 
A VIDA EM FAMÍLIA” (LA VITA IN COMUNE)
Presente no Festival de Veneza de 2017, a comédia dramática de Edoardo Winspeare é ambientada na pequena cidade do sul, Disperata, uma espécie de microcosmo de uma Itália em crise permanente.
O filme já está programado para o próximo Festival do Rio, em novembro.

UMA QUESTÃO PESSOAL” (UNA QUESTIONE PRIVATA)
Obra cujos diretores – os irmãos Paolo e Vittorio Taviani,  de “Pai Patrão” (1977) e do belo “César deve morrer” (2012) – representam a grande época da cinematografia italiana dos anos 1960-70. Único filme de época programado para a festa, narra a luta pela libertação de colinas ao sul do Piemonte sob o jugo nazista, entremeada com drama romântico. Foi apresentado nos festivais de Toronto e Roma. Vittorio faleceu poucos meses depois do lançamento do filme, em 2017, desfazendo uma das maiores duplas de diretores do cinema. 

AQUI EM CASA TUDO BEM” (A CASA TUTTI BENE)
Grande sucesso popular na Itália, esta comédia dramática do romano Gabriele Muccino – o festejado diretor de “À procura da felicidade” (2006) e “O último beijo” (2001) – conta um reencontro de família na bela ilha de Ischia que descamba para as baixarias de praxe depois que uma tempestade impede o regresso dos convidados para Nápoles, obrigando-os a enfrentar rancores e mentiras do passado. No elenco, Stefano Accorsi, ator-fetiche de Muccino.

A TERNURA” (LA TENEREZZA)
Outro filme com ambientação em Nápoles e redondezas, dirigido pelo laureado Gianni Amelio, detentor de cinco prêmios Nastro d’argento como melhor diretor por títulos como “Ladrões de Criança” (1992) e “As chaves da casa” (2004). No rastro dos grandes mestres do neorrealismo, Amelio sempre se interessou por duas categorias de pessoas vulneráveis: a criança e o idoso, também presentes neste melodrama que explora as carências afetivas e suas consequências.

MADE IN ITALY” (IDEM)
Incursão do músico Luciano Ligabue como roteirista e diretor de cinema num filme em que transformou personagens e temas das canções do seu álbum homônimo de 2016 num drama que narra a vida de Riko, um italiano “boa gente” comum que luta para sobreviver numa sociedade que vai perdendo seus melhores valores e cujo rumo político é incerto. Mais um filme da mostra com a participação do onipresente Stefano Corsi.

A GAROTA DA NÉVOA” (LA RAGAZZA NELLA NEBBIA)
Thriller policial de Donato Carrisi, celebrado escritor italiano de romances policiais que faz sua primeira incursão como roteirista e diretor a partir de sua obra homônima. Numa aldeia alpina da Itália, uma adolescente desaparece misteriosamente. A população encontra num professor recentemente chegado o bode expiatório para o fato. A trama, muito bem armada, conta com excelente elenco em que se destacam Toni Servillo – o astro de “A grande beleza” – e Jean Reno. O filme  recebeu o prêmio David di Donatello de ‘Melhor Diretor Estreante’ deste ano.

 

 

 

Serviço

8 ½ FESTA DO CINEMA ITALIANO

De 2 a 8 de agosto de 2018

Confira abaixo a programação no Rio de Janeiro e os trailers oficiais (Divulgação): 

Espaço Itaú de Cinema Rio de Janeiro – SALA 1 (Praia de Botafogo, 316 – Botafogo)

(Sujeita à alteração)

02 DE AGOSTO (QUINTA-FEIRA)

14h00       EMMA 115′

16h20       A TERNURA 103′

18h40       AQUI EM CASA TUDO BEM 108′

21h00       FORTUNATA 103′ (FILME DE ABERTURA)

03 DE AGOSTO (SEXTA-FEIRA)

14h00       A TERNURA 103′

16h20       MADE IN ITALY 104′               

18h40       A VIDA EM FAMÍLIA 110′                 

21h00       DOGMAN 100′

04 DE AGOSTO (SÁBADO)

14h00         POBRES MAS RICOS 90′

16h20         FORTUNATA 103′

18h40         AQUI EM CASA TUDO BEM 108′

21h00         A GAROTA NA NÉVOA 127′

05 DE AGOSTO (DOMINGO)

14h00         EMMA 115′

16h20         POBRES MAS RICOS 90

18h40         MADE IN ITALY 104′

21h00         A VIDA EM FAMÍLIA 110′

06 DE AGOSTO (SEGUNDA-FEIRA)

14h00         FORTUNATA 103′

16h20         A GAROTA NA NÉVOA 127′

18h40         UMA QUESTÃO PESSOAL

21h00         EMMA 115′

07 DE AGOSTO (TERÇA-FEIRA)

14h00         POBRES MAS RICOS 90′

16h20         AQUI EM CASA TUDO BEM 108′

18h40         A TERNURA 103′

08 DE AGOSTO (QUARTA-FEIRA)

14h00         A GAROTA NA NÉVOA 127′

16h20         MADE IN ITALY 104′

18h40         NICO 1988

21h00         UMA QUESTÃO PESSOAL

Acesse à programação das demais 11 capitais aqui:

https://docs.google.com/document/d/1NphstD1naOq-w7F1PVUtW6RUzEHo6OZEhTlqBBE7Tkg/edit

Os ingressos podem ser adquiridos nas bilheterias dos cinemas ou nos sites:

www.itaucinemas.com.br

www.festadocinemaitaliano.com.br

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.