*Por Lucas Montedonio

O verão já bate à porta e é hora de se entregar as delícias da alta temporada carioca. A urbe fica mais colorida, a luz da cidade muda e o povo se rende às típicas tentações da temporada. Com vista para o Cristo Redentor e à entrada do histórico Forte São João, o tradicional Bar e Restaurante Urca inova a estação e lança um cardápio para lá de tropical. Para alegrar a rapaziada que frequenta da mureta mais famosa da cidade, entra em cena a porção de lula à vinagrete (R$50) servida com torradas. Ótima pedida para os dias quentes.

E, para acompanhar e amenizar o calorão, nada melhor que degustar uns bons drinques, não é mesmo? Na nova carta de caipirinhas, surgem sabores para animar locais e gringos: carambola, cajá manga, kiwi, pêssego, amora, seriguela, caju, abacaxi com pimenta e graviola são as apostas, com cachaça (R$16) ou vodca importada (R$23).

DRINQUES

Caju, kiwi e carambola (Foto: Berg Silva / Divulgação)

Aliado ao atendimento de primeira, moradores do bairro, visitantes ou turistas podem se entregar às delicinhas com as quais os Gomes costumam cativam seus clientes. O restaurante fica no andar de cima do bar e, entre os lançamentos, vale a salada de verão (R$43), feita com mix de folhas, bacalhau, legumes assados defumados, azeitonas pretas e verdes, passas pretas e castanha de caju, servida em temperatura fria. A receita ainda leva palmito pupunha – ingrediente que merece destaque especial, pois é colhido em uma pequena produção familiar orgânica de Magé. Uma iniciativa fruto de uma parceria do Bar Urca, com o Instituto Maniva através do eco chef Leonardo Araújo.

Mureta

Na mureta: a galera curte a combinação perfeita de paisagem, petiscos e drinques em um dos mais belos cartões postais do Rio (Foto: Divulgação)

Serviço:

Bar e restaurante Urca – Rua Candido Gaffrée, 205, Urca. Tel.: 2295-8744 (70 lugares). C.c: todos. C.d: todos.

Horário restaurante: de segunda a sábado, das 11h30 às 23h; domingo, das 11h30 às 21h
Horário bar: de segunda a sexta, das 7h às 23h; sábado, das 9h30 às 23h, e domingo, das 9h30 às 21h

www.barurca.com.br

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.