*Por Lucas Montedonio

A partir de agora, os finais de semana vão ficar mais divertidos com a nova proposta do Meza Bar que, pela primeira vez em sete anos, vai abrir durante o dia. O conceito é simples, mas eficaz: reunir os amigos da casa e os amigos deles para experimentar aquela refeição que não é nem café da manhã, nem almoço, com o tempo correndo solto. O Meza Brunch é a aposta perfeitinha para sábados e domingos, das 11 às 18h, em um formato próprio com pitadas (ou tapas) multiculturais. Elementos clássicos de brunch com toques brasileiríssimos e regionais se unem nesse cardápio elaborado pela chef Andressa Cabral, uma lindeza de beijar na boca, misto de Paula Lima com Erykah Badu, com sobrancelhas mais arqueadas que as da eterna Joan Crawford. Sua presença por si só já é uma festa.

interior_movimento_Credito Estudio Rio Foto

Ambiente aconchegante do Meza Bar oferece cardápio ideal para curtir uma experiência so mesmo tempo única e coletiva (Foto: Estudio Rio Foto / Divulgação)

“Sentíamos falta de uma experiência diurna descontraída que fosse além do café da manhã tradicional”, afirma Fernando Blower, um dos sócios do Meza. Também sócia, Andressa Cabral completa: “Foi por isso que pensamos em um serviço que traduzisse nossas referências e, ao mesmo tempo, mantivesse a identidade. A palavra-chave do Meza Brunch é reunião. Queremos juntar uma galera bacana para se divertir e compartilhar sabores, tipo ação entre amigos”.

Meza Bar chef Andressa Cabral

Andressa Cabral pega a faca e mostra o pau: orgulho da Mãe África, a moça prova que o visual incrementado não é só firula para quem precisa se apoiar na estampa. Ela manda ver nas panelas e alegra os estômagos mais empedernidos (Foto: Reprodução / Instagram pessoal)

Para tanto, ela preparou delicinhas, entre elas uma seção dedicada ao ovo, ingrediente típico de brunch. Ah, dica: são ótimas pedidas o sanduíche de pão de queijo com recheio de linguiça apimentada e o bowl de macarrão de letrinha com queijo, tipo almoço da vovó. E o arroz com linguiça e camarão é o que há; não pedir para saboreá-lo é a mesma coisa que ir a um peep show e não por uma nota de dólar no sunquíni da dançarina de pole dance. Tem lógica, meu bem?

moquequinha de ovos_crédito Estúdio Rio Foto

Ovo pochê com polenta, bolovo de codorna, uma versão brasileira do scotch egg ou que tal uma moquequinha de ovo? (Foto: Estúdio Rio Foto / Divulgação)

O brunch pode ser servido à la carte ou através da experiência colaborativa do Picnic Meza. Como assim? Bom, a intenção é que cada pessoa contribua com três opções de comidinhas. São pequenas porções de compartilhamentos para criar uma experiência coletiva para deixar todo mundo feliz que nem pinto no milho, na vibe “a união faz a força”.

“O Meza Bar é conhecido pelos seus potinhos e pela forma diferenciada de compartilhar entradinhas ou pratos principais. É algo que existe desde o início e que agora reforçamos na identidade da casa. Além de sugestões àla carte, a opção com preço fixo para que as pessoas possam,  em patota, criar um único menu, é a grande sacada”, explica Andressa.

opção do Meza Brunch_crédito Rio

Picnic Meza: ação entre amigos, mas no charme da casa bem decorada, sem toalha de vichy, nem formigas faceiras querendo beliscar as comidinhas (Foto: Estudio Rio Foto / Divulgação)

Já as bebidinhas seguem por outro caminho, também novidade: o Pimp my Bar. São duas estações completas com ingredientes para que o cliente possa “pimpar” ele mesmo seu drinque. No Pimp My Bloody, o cliente recebe um bloody Mary e pode personalizar o seu drinque com picles variados, bacon, aipo, limão siciliano, alecrim e pimenta da casa. Já no Pimp My Bubbles, com garrafa de espumante, a “pimpada” pode ser feita com sucos, xaropes e licores artesanais, além de frutas frescas para decoração.Traaduzindo: a clientela descolada vai acabar virando mixólogo amador.

Também no cardápio, pipocam opções de softs drinks e gostosuras sem álcool. Vale lembrar que o bartender estará sempre disponível para sugerir combinações e esclarecer qualquer dúvida, tipo melhor amigo que sabe das coisas. Quem manda é o freguês.

Pimp my Bar_Crédito Estudio Rio Foto

Pimp my bar é opção marota para personalizar seu drinque e brindar a criação com amigos (Foto: Estudio Rio Foto / Divulgação)

Em tempo e só para os iniciados: não, o Meza não vai tirar os bolinhos de risoto de açafrão do menu. Mas, em contrapartida, resolveu abolir o delicioso cuscus marroquino…

Serviço:

Meza Bar – Rua Capitão Salomão, 69 – Humaitá. Tel.: (21)3239-1951. 80 lugares. Sábados, de 11h às 03h. Domingos, de 11h à 01h. Segunda a quinta, de 18h à 01h e sexta de 18h às 03h. C/c.: Todos. C/d.: Todos.

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.  

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.