*Por Lucas Montedonio

Hora de depositar todas as fichas na bebida mais emblemática do mundo: evento que já faz parte do calendário uruguaio, começa hoje a 14ª edição do Salão Conrad Internacional do Vinho, no Enjoy Conrad, em Punta del Este. O badalo acontece nestas sexta (29/1) e sábado (30/1) e atrai vinícolas, apaixonados por vinhos, enoturistas, enólogos, produtores e sommeliers de toda América do Sul, além daquela turma que nem é tão chegada assim a um bom vinho, mas ama um badalo. O cenário é o salão principal do famoso hotel-cassino, que fervilha em degustações e também em experiências gastronômicas.

2

Imagina uma semana de moda, só que sem os estilistas, mas com os sommeliers em seu lugar. Estarão presentes produtores de vinhos de prestígio do mundo inteiro – França, Portugal, Itália, Espanha, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos -, além de 140 vinícolas regionais. E, claro, um agito desse calibre só poderia movimentar a requintada gastronomia do lugar, com os chefs da equipe do hotel se esmerando em criar pratos com harmonizações de alto nível. Logo na entrada, já está incluída uma taça para degustação, entre uma variedade aproximada de 600 rótulos dede tintos, brancos, rosês e espumantes. Baco deve estar dando rodopios…

1

Serviço:

14ª edição do Salão Conrad Internacional do Vinho – 29 e 30 de janeiro, de 21h à 1h

Conrad Punta del Este Resort & Casino – Rua Claudio Williman Parada 4, Punta del Este 20100, Uruguai

Ingressos na bilheteria do local por 55 dólares e no portal RedUTS por 60 dólares: www.reduts.com.uy
Restrito a maiores de 18 anos – reservas, consultas e outras informações: Tel.: (5511) 3709-0000 / Fax (5511) 3709-0010 – pacotesconrad@conrad.com.uy

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.