*Por Andrey Costa

É possível sair da zona de conforto na moda praia. O diretor criativo da carioca ESC, André Lucian, buscou na flora amazônica o norte para conceber a nova coleção, “Flor da Lua“. Para quem perguntar o que há de tão fora da curva nesse ponto de partida, ÁS esclarece: na mesma noite de lua cheia em que a flor desabrocha (ela só dá pinta em noites de lua redonda mesmo), ela morre. Elegia à parte, o extraordinário ciclo de vida da “frô” serviu para a grife de beachwear botar para jogo uma levada de peças repleta de significações. Haja semiótica.

De que forma? Bem, com uma estampa exclusiva desenhada à mão, a “Moonflower” – referência a esse fenômeno da natureza -, além dos prints de poá (exclusivos!) em duas versões: “Poá Lua“, em que as peças entregam a fase crescente, e o “Poá Estrela” na versão mini.

Inverno 19 da ESC rumou à Amazônia na busca por inspiração (Foto: Divulgação)

Como destaque da estação, as peças chegam em cartela de cores ainda mais elegante. O rosa nude, que André ama – vem acompanhado do verde botanic e do azul noite, que se misturam com os clássicos off-white e preto.

Inverno 19 da ESC rumou à Amazônia na busca por inspiração (Foto: Divulgação)

A escolha dos tecidos foi feita em sintonia com a flora brasileira. A seda traz leveza para as peças lisas e estampadas, o tricô democratiza diferentes shapes e o algodão aporta feminilidade e movimento. A novidade da temporada ficou por conta da collab com a designer carioca Andrea Muller, que desenvolveu em parceria com a ESC: uma sandália rosa nude, cor exclusiva da coleção.

Inverno 19 da ESC rumou à Amazônia na busca por inspiração (Foto: Divulgação)

Detalhe: as alças em cadarço rolotê bicolor são mesmo uma graça!

Inverno 19 da ESC rumou à Amazônia na busca por inspiração (Foto: Divulgação)

Inverno 19 da ESC rumou à Amazônia na busca por inspiração (Foto: Divulgação)

Ponto de partida: Nem a senhora e nem a flor nesta foto acima são convencionais. Margeret Mee (1909-1988) conquistou o mundo com suas aquarelas de flores tropicais, criadas a partir de suas observações em expedições exóticas. Na imagem, a artista botânica flerta co m a Flor da Lua, que nasce em uma espécie de cacto que só existe na Amazônia, e só floresce embaixo de lua cheia (Foto: Reprodução)

ESC

www.escbrand.com

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.