*Por Lucas Montedonio

Autoconhecimento, autoestima, aceitar as imperfeições. Todos temos inseguranças, mas esta é a edição TRANS da São Paulo Fashion Week. Então, que melhor hora para transcender este modelo de beleza carregado? Leia-se: liberdade para os beauty artists não se prenderem aos cânones das tendência, sem restringir sua criatividade às temporadas. ÁS circulou pelos backstages durante a semana de moda para ouvir dos profissionais o caminho das pedras parar migrar o empoderamento da passarela direto para a rua. Confira!

Japa da beleza federal, Celso Kamura é bamba que cuida do visual tanto de celebs como Angélica quanto da ex-presidente Dilma Rousseff. Portanto, conhece os meandros de cada ambiente. Ele garante: “Apostar na naturalidade é a melhor produção. Para o dia a dia, cabelo solto até mesmo em algum evento mais informal. Para a noite ou festa, vale um coque baixo ou ainda o rabo de cavalo que é um penteado simples de fazer e que está em alta. Pode copiar”.

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Nesta edição da SPFW, Celso Kamura assinou a beleza da Ratier, À La Garçonne, Cottom Project e Samuel Cirnansck (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB para Ás na Manga)

Quem sabe como enaltecer os traços naturais de uma mulher é Marcos Costa, o mago da beleza que também é capaz de criar stylings ousados, bem conceituais. Ele já havia batido um papo com ÁS sobre o desfile bombástico de Ronaldo Fraga, uma das três marcas sob sua batuta nesta edição. O maquiador oficial da Natura já havia decretado o iluminador must have para suprir muitas necessidades feminina:  “Pode servir como blush, batom, sombra… solte a criatividade! “Na parte de cima das bochechas, debaixo das sobrancelhas ou na parte interna dos olhos, é infalível. Basta aprender na prática”, fala com entusiasmo.

mc

LAB, Fernanda Yamamoto e Ronaldo Fraga foram as três grifes-conceito que receberam a assinatura de Marcos Costa. Não por acaso, essas grifes foram destaques na 42ª edição da SPFW (Foto: Lucas Montedonio para Ás na Manga)

Senior make-up artist da MAC, Fabiana Gomes concorda com Marcos Costa: “Há vários nomes para esta técnica de trazer luz ao rosto e destacar pontos altos, dando um ar de saúde à pele: strobing, chroming, glittering. No fundo, o efeito é o mesmo: iluminar!”

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Maquiadora sênior da MAC, Fabiana Gomes emprestou seu talento para Lilly Sarti, Iódice e Reinaldo Lourenço (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB para Ás na Manga)

O beauty artist Daniel Hernandez assinou a beleza de grifes como Água de Coco e Memo +E. Queridinho dos backstages, ele aposta em outro produto brilhante: “Gloss em uma pele bem neutra. O ‘make nada’ está de volta, é bem noventinha, está na ordem do dia e bate com o a atual volta ao minimalismo. Quanto mais descontraído, melhor”. E as madeixas? “Gosto do efeito leve e fluido, porém forte e fresco”, dispara ainda sem dar muita pista. “Como assim”, indaga ÁS. Ele vai no papo reto: “O gel dá uma aparência tranquila, como se a mulher acabasse de submergir da água. Tipo garota do Fantástico”.

daniel-hernandes-com-carol-trentini-e-isabeli-fontana-agua-de-coco-instagram-spfwtrans-42-out16

Responsável pela beleza no desfile da Água de Coco, Daniel Hernandez posa ao lado de duas beldades no camarim: Carol Trentini, que desfilou com exclusividade para a marca, e Isabeli Fontana (Foto: Reprodução / Instagram)

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.