Conhecida por exibir significativos representantes da arte brasileira, como Alberto Ferreira, Florian Raiss e Maxi Cohen, a paulista Galeria Lume presenteia o público com duas exposições individuais que acontecem simultaneamente. Eu Não Estou Aqui’, de ZNort, e ‘Areia Movediça’, de Talita Hoffmann – ambas com curadoria de Paulo Kassab Jr e coordenação de Felipe Hegg e Victoria Zuffo – encerram a programação de 2015 com chave de ouro.

Devaneios existenciais pautam a obra de ZNort, a.k.a. Guilherme Neumann. Natural de Ubatatuba, ele apresenta esculturas em madeira e parafina, além de bordados em ‘Eu Não Estou Aqui’Utilizando técnicas e suportes variados, em trabalhos que abordam temas inerentes ao ser humano e ao “ser artista”, ele curte levantar questões como “ser ou não ser algo, pertencer ou não a algum lugar, ter ou não ter valores” – como status e reconhecimento.

No fundo, o criador acaba até esbarrando de leve no pensamento filosófico do pré-socrático Parmênides (530 a.C.-460 a.C.), cujo único trabalho que sobreviveu ao tempo, o poema “Sobre a natureza e sua permanência”, ´pode ser conferido em fragmentos. Como assimw Explica-se: para este, o “ser” e o “não ser” se opunham, mas ambos existiam e eram realidades imutáveis em sua essência. De certa forma, o questionamento de ZNort encontra um paralelo com esse pensamento, que tanto influenciou a filosofia clássica. Afinal, ao porpor uma investigação entre ter ou não ter valor, ele acaba reconhecendo que a ausência também é fato. E existe. Como este pequeno lampejo que sobreviveu da obra de Parmênides que resiste aos milênios, aquilo que o artista propõe também são fundamentações existenciais inatas a qualquer ser humano.

0101

(Foto: Divulgação)

Na sua própria definição, ZNort afirma: “Quando digo ‘Eu Não Estou Aqui’, nego minha própria presença na obra. Eu não sou, eu não estou, eu não valho… é uma forma de brincar com o aspecto místico que o artista exerce sobre o espectador”. Dessa forma, ele segue brincando com subjetivações e ressignificações, como quando pinta o concreto na cor bronze, impregnando um material considerado barato de valor ao lhe conferir uma aparência nobre.

222 enea

Uma peça da mostra: “Eu Valho um Milhão de Dólares” nos remete ao trabalho de Damien Hirst com borboletas reais, mas, aqui, utilizando borboletas de plástico, no intuito de apontar um contraponto ao preciosismo de sua referência

Znort

Znort posa ao lado de uma das obras na noite de vernissage (Foto: Sonia Balady)

Já em ‘Areia Movediça, o público transita pelo trabalho de Talita Hoffmann através de uma série de pinturas relacionadas a espaços em obra, construções, áreas abandonadas ou em constante transformação, mesclando desenhos arquitetônicos, cores e estruturas com elementos do design gráfico urbano. Resultado moderninho e cheio de bossa? Sem dúvida. E por que não?

Assim, a gaúcha vai estabelecendo uma relação entre a constante mudança dos espaços urbanos – de terrenos baldios a novas construções – com o imaginário liquefeito da tal areia movediça que, em sua opinião, “tem sempre um aspecto cômico e fantasioso”, elementos presentes em sua obra, com certa pegada naif.

222 areia

Nestas pinturas, podem ser observadas referências às técnicas de colagem e desenho, as quais fazem parte do natural processo criativo de Talita: “Geralmente parto das fotografias de espaços urbanos. A elas, junto outras imagens de catálogos, pedaços de publicidade, ou desenhos que vou coletando. Para esta série em especial, utilizei várias fotos do Google Maps, inclusive com as falhas em ‘glitch‘ para retratar a fotografia urbana”. Um quê de pop art intensificado pela era da reprodutibilidade? Claro…

0202

TALITA

Talita Hoffmann ao lado de sua obra no vernissage que abriu a expo (Foto: Sonia Balady)

Serviço:

Exposições:

 ‘Areia Movediça’  || Talita Hoffmann

 ‘Eu Não Estou Aqui’  || ZNort

Local: Galeria LUME
Rua Gumercindo Saraiva, 54 – Jd. Europa – São Paulo, SP – Tel.:  (11) 4883-0351

Horário: Segunda a sexta-feira, das 10h às 19h. Sábado, das 11h às 15h.

Período: 27 de novembro de 2015 a 20 de janeiro de 2016

www.galerialume.com

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.