*Por Andrey Costa

O cotidiano é marcado pelo impacto do homem. A Verve Galeria exibe assim a exposição “Fiz daqui o meu lugar”, da artista visual Angella Conte, que tem como norte a observação desse fenômeno. Com curadoria de Marcio Harum, a primeira expo individual de Angella na galeria apresenta 30 obras – colagem, escultura e videoinstalação -, nas quais aborda a ação do homem sobre meio ambiente, não com pensamento ativista, mas comportamental. Em sua pesquisa, o ser humano é protagonista, e o tempo evoca seu entorno, a paisagem e a memória.

Obra da série “Fiz daqui o meu lugar” de Angella Conte (Foto: Divulgação)

Angella aponta o dilema que surge diante de inúmeras oportunidades: “É um exercício de observação, um olhar sobre os objetos ao meu redor; sobre a cidade, seus entulhos; sobre as pessoas que deixam marcas nos objetos, nas cidades, no campo e na natureza”.
Ao apresentar suas obras num ano marcado por desastres causados pelo descaso humano, como em Brumadinho, fica o questionamento da artista: temos apenas que observar?

Obra da série “De tudo fica um pouco” de Angella Conte (Foto: Divulgação)

Obra da série “Delicadeza dos dias” de Angella Conte (Foto: Divulgação)

Serviço:

Exposição: “Fiz daqui o meu lugar

Artista: Angella Conte

Curadoria: Marcio Harum

Coordenação: Allann Seabra e Ian Duarte Lucas

Período: 3 de abril a 4 de maio de 2019

Local: Verve Galeria www.vervegaleria.com

Endereço: Rua Lisboa, 285 – Jardim Paulista, São Paulo – SP

Telefone: (11) 2737-1249

Horários: Terça a sexta-feira, das 11 às 19h / Sábado, das 11 às 17h

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.