*Por Lucas Montedonio  

Fim de ano chegando, famílias planejam as ceias e é dada a largada. Entre aquelas gostosuras que prometem comprometer o projeto verão de muita gente, as rabanadas (ou pain perdu, para os franceses) são o clássico dos clássicos, sejam quentinhas, feitas minutos antes da ceia de Natal, ou geladas na manhã do dia seguinte, quando bate aquela larica pós-comemoração, pré-rodada do almoço de família. Perdição imperdível, afe! Por isso, ÁS fez a ronda e garimpou aquelas preciosidades que prometem deixar qualquer festa mais saborosa, tipo “segredo da vovó”. Confira o roteiro da rabanada!

Em suas duas casas, no Leblon e na Barra, a Academia da Cachaça não deixa nada a desejar e ostenta uma bela rabanada (R$ 10,90 – duas unidades) recheada de doce de leite e polvilhada com açúcar e canela. Neste espaço onde a cachaça reforça o caminho da brasilidade – e é referência para quem chega na cidade querendo dar uma turbinada de responsa na vesícula – a iguaria natalina pode ser experimentada, conhecida, desvendada, valorizada e, certamente aprovada.

Rabanada da Academia da Cachaça, para o Natal. Foto de Berg Silva / Divulgação

A rabanada da Academia da Cachaça é oferecida com pompa e circunstância e sua harmonia vem selada com um bom drinque (Foto de Berg Silva / Divulgação)

Quem optar pela ceia do Bar D’Hôtel, encontra, além de uma vista deslumbrante da orla carioca, opções preparadas por Lydia Gonzalez especialmente para a data. Criativa e faceira, a chef é danadinha e curte incrementar. Na ceia, entre gostosuras dignas de fazer Papai Noel dançar tango com as renas, o destaque vai para as originais rabanadas de paçoca com creme inglês. Isso mesmo, rabanada de paçoca! Como não amar?

Bar D'Hotel_Rabanada de paçoca_Rodrigo Azevedo

Paçoquita: a rabanada de paçoca do Bar D’Hotel promete transformar Grinch em Pantagruel (Foto: Rodrigo Azevedo / Divulgação)

Apuros de Penélope? Nada disso, delicinhas de Monique! Neste fim de ano, o Buffet Monique Benoliel preparou itens especiais para a ceia. E pouco importa o credo. A bufeteira, que frequenta sinagogas, sabe que a verdadeira verve cosmopolita é respeitar a crença alheia e sabe transitar pelos costumes das mais diferentes religiões. Para esse final de ano, a moça inventou maravilhas para cristãos e não cristãos lambuzarem os beiços com prazer. Entre as opções de doces, estão “as rabanadas da vovó”, que chegam acompanhadas de creme de confeiteiro (R$ 180 – 100 unidades).

Buffet Monique Benoliel_Rabanada_foto Rodrigo Azevedo (2)

Clássico ecumênico: as rabanadas do Buffet Monique Benoliel se encaixam em todos os gostos, credos e comemorações (Foto: Rodrigo Azevedo / Divulgação)

No cardápio de fim de ano da Deli 43, as rabanadas têm vez. E põe vez nisso! Opções não faltam: da tradicional (R$ 6,00 – mínimo de seis unidades) às rabanadas recheadas, como a de calda de vinho do Porto ou com frutas secas e nozes,(R$ 8,30 – mínimo de seis unidades). Vale também a com brigadeiro (R$ 8,30 – mínimo de seis unidades), outro mimo digno de fazer o bom velhinho rodopiar no trenó. Alegria absoluta tanto para quem recebe quanto para que come. E ainda tem o lado social: gera emprego no início do ano para o personal trainer. Mas, afinal é Natal! Época de se entregar aos prazeres da alma, não é mesmo?

DELI 43_Rabanada Portuguesa3_Fabio Rossi

Must eat no Deli 43: rabanadas portuguesas com direito a aditivos deliciosos (Foto: Fabio Rossi / Divulgação)

Neste ano, o Empório Jardim traz uma seleção de quitutes de dar água na boca, fugindo do lugar comum. Entre as criações desenvolvidas pelas mãos das chefs Paula Prandini e Iona Rothstein, desponta a rabanada básica (R$ 11,50 a unidade), que surge em combinação de doce de leite com especiarias.

Empório Jardim_Rabanada_imprensa_CredTomasRangel

Empório Jardim transforma a rabanada tradicional em manjar dos deuses, acrescentando doce de leite com especiarias na cobertura (Foto: Tomas Rangel / Divulgação)

Made in Italy: para a ceia de Natal do Fratelli Barra, o próprio chefMassimo Torresan, segue à risca a receita tradicional do quitute, que está incluído na ceia completa (R$ 220 + 10%).

Fratelli_Rabanada_credito Rodrigo Castro (2)

Clássica e tradicional: rabanada da Fratelli é assinada pelo chef italiano Massimo Torresan  (Foto: Rodrigo Castro / Divulgação)

Conhecida por seus sorvetes artesanais, a Mil Frutas oferece uma opção diferente: o sorvete de rabanada! Para a turma que não abre mão do doce geladinho no dia seguinte da ceia, a novidade é um prato cheio. A R$14, o copinho e R$45, o copão.

Mil Frutas_Rabanada3_Fabio Rossi

Gelada: Mil Frutas aposta no sorvete de rabanada (Foto: Fabio Rossi / Divulgação)

O Nanquim oferece receitas de sobremesas especiais para a ceia natalina. Entre as opções, mousse de chocolate Nanquim, cocada mole e a tradicional rabanada: em time que está ganhando não se mexe.

Nanquim_Rabanadas 2

O Ministério do Natal adverte: quem foi bonzinho este ano vai ganhar rabanadas da Nanquim do Papai Noel (Foto: Divulgação)

Refrescante: feita com o pão que é sucesso na Prima Bruschetteria, a rabanada criada pelos chefs Cristiano Lanna e Erik Nako tem gostinho especial por levar limoncello caseiro, licor típico italiano à base de limão. Para ficar ainda melhor, vem acompanhada de sorbet de limão siciliano (R$ 18).

Prima Bruschetteria_rabanada2_divulgação

O combo natalino da Prima Bruschetteria: sorvete + licor + rabanada = felicidade (Foto: Divulgação)

A chef Manu Zappa, do Prosa na Cozinha, prepara sugestões especiais que prometem ser sucesso para quem curte encomendar Natal em casa. Para abrilhantar a noite, o cliente pode montar o seu jantar escolhendo entre uma opção de prato principal com dois acompanhamentos e uma sobremesa. E, claro, entre as sugestões doces, a moça aposta na rabanada. A ceia completa sai por R$ 195/ pessoa, com pedido no mínimo para quatro pessoas.

Prosa na Cozinha_Rabanada_foto Rodrigo Azevedo-03

Rabanada na beca: canelinha esperta para harmonizar com a sobremesa do Prosa na Cozinha (Foto: Rodrigo Azevedo)

As encomendadas no bistrô Santa Satisfação são criações da chef Carol Caldas, que trabalhou décadas com estilista antes de enveredar pela gastronomia. Resultado: a moça “veste” um prato como ninguém e qualquer comida, nas suas mãos, fica linda de se ver e comer. Como as rabanadas (R$6, cada), que podem ser pedidas em porções com no mínimo 10 unidades.

Santa Satisfação_Rabanadas_Roberta Caldas 2

Dá quase para sentir o cheirinho: as rabanadas da Santa Satisfação dão bonitas de doer os olhos (Foto: Roberta Caldas)

Serviço:

Academia da Cachaça Leblon: Rua Conde Bernadote, 26/ lojas E, F e G. Tel.: 2529-2680/ 2239-1542. C.c: todos; C.d: todos; Cartões de refeição: TR, Sodexo, Visa Vale. Horário de funcionamento especial fim de ano: Dia 24/12 – 12h às 17h; Dia 25/12 – a partir de 12h; Dia 30/12 – a partir de 12h; Dia 31/12 – 12h às 17h; Dia 01/01 – a partir de 12h. www.academiadacachaca.com.br

Bar D’Hotel: Avenida Delfim Moreira, 696. Horário especial: a partir das 21h. Preço menu completo: R$ 340 ceia completa + 11% de serviço (inclui bebidas não alcóolicas). Reservas: 55 (21) 2172-1153 / eventos@hoteismarina.com.br / www.hoteismarina.com.br

Buffet Monique Benoliel: Encomendas para o Natal e Réveillon até 18/12. Av. das Américas, 2000 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro. Tel: (21) 2408-0365 / 2408-0366 / Entrega em toda cidade do Rio. É cobrada taxa de R$ 100,00 para entregas na Zona Sul, Tijuca e Barra da Tijuca. www.buffetmoniquebenoliel.com.br

Deli 43: Rua Gonçalves Dias, 43, Centro. Tel.: 2222-1163. Segunda a sexta, das 9h às 19h. C.d: Redeshop e Visa. Horário de funcionamento de fim do ano:  Dia 24.12 – de 8:30 às 17h/ Dia 25: fechado/ Dia 31.12 – 8:30 às 17h/ Dia 01.01: 11h às 23h / www.deli43.com.br

Empório Jardim: Rua Visconde da Graça, 51 – Jardim Botânico. Tel.: 2535-9862. Horário especial de funcionamento: 24/12 – 08h às 16h, encomendas até 14h; 25/12 – não abre; 30/12 – 08h às 22h; 31/12 – 08h às 16h, encomendas até 14h; 01/01 – 12h às 22h. Aceita todos os cartões. As encomendas podem ser feitas no Empório Jardim ou pelo e-mail: comercial@emporiojardimrio.com.br. Forma de pagamento: antecipado. www.emporiojardimrio.com.br

Fratelli Barra: Av. Lucio Costa, 2916 – Barra da Tijuca. Telefone (21) 2494 – 6644. Aberto todos os dias de 12h à 1h. Horário especial dia 31/12: das 12 às 3h. Cartões de crédito: Todos. Cartões de débito – Todos. www.restaurantefratelli.com.br

Mil Frutas Fashion Mall: Estrada da Gávea, 899, 1° piso, box 07. Tel.: 3322-5417. De segunda a quinta-feira, de 10h às 23h. Sexta e sábado de 10h à 0h.  Domingo de 12h às 23h. CC: Mastercard e Diners. www.milfrutas.com.br

Nanquim Jardim Botânico: Rua Jardim Botânico, n° 644 – Jardim Botânico. Telefone: (21) 3874-0015. Segunda à sexta de 12h às 16h; sábados, domingos e feriados de 12h às 17h. Cc: todos. Cd: todos. As encomendas para a ceia de Natal podem ser feitas até o dia 20 de dezembro e devem ser retiradas até às 16 horas do dia 24 de dezembro e, as encomendas para a ceia de Ano Novo, feitas até 27 de dezembro e retiradas até às 16 horas do dia 31 de dezembro. (R$91,30 o KG) www.restaurantenanquim.com.br

Prima Bruschetteria: Rua Rainha Guilhermina 95, loja C, Leblon. Tel.: 3592-0881. Horário especial para o fim do ano: Dia 24 das 12h às 18h. Dia 25 das 12h às 1h. Dia 31 das 12h às 18h. Dia 1° das 11h às 1h. www.primab.com.br

Santa SatisfaçãoLeblon: Av. Ataulfo de Paiva, 1335.  Tel.: 2529-2063. De 11h a 0h (seg. a qui.), 11h a 1h (sex e sáb), 10h às 23h (dom.). C.c.:todos. Cr.: Visa Vale, TR e Sodex. Horário especial de fim de ano: 24/12, 11h às 16h, 25/12, fechado e 31/12, 11h às 16h. As encomendas podem ser realizadas até o dia 20/12 e retiradas na unidade do Leblon, no dia 24/12, até às 13h. www.santasatisfacao.com

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.