Corselet vermelho com dourado e hot pant de estrelinhas, bota vermelhas de cano e salto alto, pernocas à mostra, picumã soltão, bocão vermelho e postura pronta para a guerra… Parece mesmo a imagem ideal de um mulherão. Esse alter ego mais poderoso ainda da princesa das amazonas é capaz de tombar marmanjos e marmanjas – esse é o arquétipo usado desde dezembro de 1941 para mostrar a fêmea mais empoderada da ficção: a Mulher-Maravilha.

Nada de vetusta senhora, mas sonho de consumo. Apesar de ter acabado de completar 75 anos, a Mulher-Maravilha permanece tão jovem quanto nos anos quarenta, quando foi criada pelo psicólogo William Moulton Marston. Em junho, ela estreia em filme solo nos cinemas encarnada pela israelense Gal Gadot (Foto: Divulgação)

Uma super mulher nunca sai de moda e, no caso, a Maravilha sempre é lembrada. Nesta 43ª edição do SPFW ela apareceu no desfile da Ellus Second Floor e sua estréia no cinema, marcada para 1º de junho de 2017, já é a mais aguardada neste ano. ÁS, que não resiste na hora de falar de uma boa heroína, aproveitou os backstages da semana de moda para apurar com prestigiados beauty-artits sobre qual é a make da mulher poderosa, ou simplesmente, qual o elemento indispensável para a maquiagem de um mulheraço como a Maravilha. Os bonitões dos pinceis não só deram toda a planta como também traçaram um panorama rápido e rasteiro da beleza neste inverno, mostrada no último dia do evento. Confira!

Desfile da Ellus 2nd Floor nesta 43ª edição da SPFW: a Mulher-Maravilha ressurge na passarela com beleza assinada por Robert Estevão (Foto: FOTOSITE / Divulgação)

Primeiro a contar tudo, foi o próprio Robert Estevão que fez a concepção da make do divertido desfile da 2nd Floor. Neste último dia de SPFW, o bamba falou sobre como deve ser a maquiagem dessa mulher poderosíssima, enquanto trabalhava a beleza dos rapazes da Reserva: “Toda mulher é uma heroína, para ser mulher tem que ter muita coragem. Mas, para encarnar todo esse poder, mesmo em uma pegada mais pop, é essencial usar olhos gráficos pretos e boca vermelha. Basicamente, é a nossa forma de enxergar a super-mulher e, claro, se contarmos apenas com a visão estética”, elucubra.

SPFWN43: Robert Estevão acredita que a beleza que faz jus à Mulher-Maravilha precisa ter olho marcado e boca em tom forte (Foto: Reprodução)

E, para o desfile da grife carioca, que conta com uma rapaziada capaz de enfeitiçar até amazonas babadeiras, o maquiador se inspirou no próprio lifestyle da marca: “Essa coisa bem carioca – alegre, natural e contemporânea –, é do mundo. Cabelo com textura natural de ar sujinho com pomada não pode faltar”, explica.

O amazonense Sylvio Giorgio  tem o mesmo olhar de Robert  acerca dos mulherões – o de que não se deve poupar nadica na famosa tríade do “ão”: bocão, olhão, cabelão. Ele conta: “Mulher muito poderosa, para ser bafo mesmo, tem que ter madeixas enoooormes, lábios bem feitos e um super delineador para imprimir aquele olhar fatal”.

Responsável pelo visagismo da A. Niemeyer, Sylvio Giorgio conta segredinhos que deixam a mulher com jeito de super-heroína glam, e não com cara de Coringa do Batman (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)não,

Beleza em construção: no backstage da A. Niemeyer, beauty artist prepara a modelo para entrar em cena tão poderosa quanto a Mulher-Maravilha (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Ele conversou com ÁS enquanto cuidava da beleza do desfile da paulistana A. Niemeyer., para o qual criou um visagismo bem fresh e natural, com pele hidratada, blush, boca leve e muita iluminação. Para ele, “alguns traços desse make são como um simulacro de joia solto no rosto. Temos cabelo preso estilo samurai ou solto bem jogado. Procuramos respeitar tanto os crespos quanto os lisos,  trabalhando a textura de cada um”, destaca, contando que usou produtos da MAC.

Beleza limpa da A. Niemeyer: para o make up artist Sylvio Giorgio, esse tipo de trabalho pode deixar a mulher tão poderosa quanto uma maquiagem marcada (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Madeixas revoltas contrastam com a beleza com “jeito de nada” no fashion show da A. Niemeyer (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Já o carioca Ricardo dos Anjos, mesmo sendo maquiador, preferiu não atribuir à maquiagem a senha para a mulher vestir o poder, preferindo filosofar: “Aceitação é o segredo; se ela não se aceitar nunca vai se empoderar. Ela pode até arrasar sem make nenhuma, é mais uma questão de atitude. É de dentro para fora o processo”.

Ricardo do Anjos acredita que autoafirmação é mais importante que a maquiagem para empoderar a mulher (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Talvez essa filosofia de backstage possa ser explicada pela inspiração do desfile que Ricardo assinava durante a entrevista: a Amapô, que apresentou um desfile tão visceral quanto questionador com o tema circo. “A beleza aqui tem uma licença poética interminável. Resolvemos fazer uma maquiagem mais leve, mais iluminada, porém exagerada no cabelo, com muito volume, forma e a textura do frisado que eu acho que, sozinha, já dá conta da pegada hard necessária. O resto fica por conta da roupa, que tem uma identidade fortíssima”, explana.

Cabelo frisadão na SPFW: Amapô apresentou ao público uma beleza revolta (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Logo depois, num papo amistoso no camarim da LAB, Marcos Costa mostrou ao ÁS uma visão não muito distinta sobre a make da power female: “Aqui é samba street! Portanto, a pele é feita só com a base radiance da Natura, sem pó nenhum, que já vale por ter esse brilhinho naturalmente. Usei máscara incolor e um leve gloss”, conta.

Queridinho da Natura, Marcos Costa revela ao Ás quais os truques para ficar tão bonita quanto a Mulher-Maravilha (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

E completa: “O brilho final acontece com dois produtos: o batom vinho rocks aplicado como se fosse um blushzinho, e, na boca, só sujinho, além do iluminador bronze nas peles negras, bem na lateral do rosto. Deixo a transpiração do modelo aparecer um pouco, a intenção é mostrar o savoir vivre do samba de rua, que pode ser bloco, batuque, escola de samba, tanto faz. A ideia é ter esse brilhinho natural de quem está ali suando, curtindo”, entrega.

Maquiadora prepara a modelo para o fashion show da Amapô, que lacrou o último dia da 43ª edição da SPFW (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Maquiadora prepara a modelo para o fashion show da Amapô, que lacrou o último dia da 43ª edição da SPFW (Foto: Gabriel Barrera / StudioRGB para Ás na Manga)

Mas, e a make da mulher poderosa, fora do contexto desse desfile, afinal?  Marcos Costa destaca o indispensável: “Base bacanuda e muito cuidado com a pele, e se possível, as duas coisas juntas”. E dá a dica: “Item indispensável para a mulher se valorizar é usar aquilo que combina com seus traços, com o estado de espírito e, principalmente, com sua personalidade. Isso é o mais importante”. E, para finalizar, o bamba manda na lata: “Uma base com ativos que mantêm a hidratação da pele e a  protegem. O conceito desse produto mudou: hoje tem que cuidar além de preencher. Parece banal, mas não. Isso é o que as pessoas gostam: uma pele bem feita para se sentir bem. Porque você pode estar poderosa de batom vermelho ou nude, mas a pele tem que estar sempre incrível sempre”, defende.

Agora, depois de descobrir segredinhos para sair tombando na BR, nada mais lhe impede de se tornar a versão brazuca de uma super-heroína que já virou até embaixadora honorária da ONU, considerada um dos maiores ícones feministas da cultura pop. Se joga, bebê!

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.