A melhor coisa que pode acontecer a um jornalista de moda é se emocionar. Na roda das coleções, entram e saem estações, é sempre um eterno vai-vem de temporadas ininterruptas com desfiles que só podem ser reflexo daquilo que acontece na vida ao redor. Como um crítico de gastronomia que se acostuma com trufas brancas e já não sente mais o encanto da comida, a possibilidade de se chegar ao tédio nas front rows é imensa, mesmo encarando o estilo com o olhar curioso de uma criança sapeca. Bom, nesta 41ª edição da São Paulo Fashion Week, era de se esperar que os desfiles estivessem mais minguados de recursos, afinal a crise é grande, maior de que nunca. E eis que surge uma grata surpresa: Ronaldo Fraga fecha a noite com um desfile africano, dentro de um tema que é fortíssimo para o próximo verão e que ele – que costuma flertar lindamente com o étnico – deitou e rolou, óbvio! Não que Ronaldo não surpreenda quase sempre: ele ama tudo isso e se não fosse assim não seria Ronaldo. Mas, considerando os percalços atuais, era de se esperar que até o moço, que preza pelo misto de espetáculo com poesia, estivesse mais contido. Nada disso!

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

Olha que dessa vez nem teve cenário, floresta de árvores-instalação, sereias de peito de fora, bloco de carnaval ao som de Noel Rosa, modelos pintadas de vermelho com terceiro olho na testa, nem camas espalhadas pela passarela com patotas de modelos embarcando num soninho coletivo. Dessa vez, a cenografia se resumiu projeções no fundo criadas por Marcelo Belém e sete pinos de luz formando círculos sobre o piso de cimento da bienal, afinal a maré não está para peixe. Bem, não fez falta.

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Modelos desfilaram uma profusão de belos looks em tramas espertas, prints lindos, sobreposições de lamber o beiço e aplicações artesanais como aquelas que Ronaldo Fraga deve ter tremeliques quando, no seu ateliê, vê a ideia do papel se tornar realidade. É ele mesmo quem conta ao ÁS: “Pois é, aquela textura vermelha que você curtiu é seda do Vale da Seda tramada como se fosse tricô. E os areias amassadinhos são linhos mesmo. Mas fica a cara de anarruga, não?’, sorri, todo feliz com seu bigode de prestidigitador de circo.

SPFW N41

Look de linho amassado de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

E, quando o designer parecia se contentar revelando essas duas travessuras, ele ainda emenda: “Pois é, aquele listrado que você gostou é todo feito com elásticos. Descobri uma fábrica no Paraná que só faz elásticos incríveis! Insisti que fabricassem tecido, eles negaram, escolhi umas listras de origem síria, eles fizeram os elásticos e montei o vestido com eles”, conta a travessura, dando a deixa no final: “É muito pesado esse tema que me inspirei, dos refugiados dos países árabes e africanos fugindo das guerras civis e limpeza racial. Mas, importante de ser denunciado. Sua migração para a Europa vai mudar a face do planeta. Foi um milhão de imigrantes em 2015, número já suplantado pelos primeiros três meses desse ano. É preciso enxergar esse terreno árido com os olhos de criança para transformar o tema em moda”, entrega.

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

SPFW N41

Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Agência Fotosite / Divulgação)

No conjunto irretocável, vale mencionar os bordados termocolantes de maxiflores (da Haco), os absurdos penteados africanos com tranças criados por Marcos Costa e bijus graúdas em acrílico, da Aramês. As maxi argolas, os braceletes e os mega colares que reproduzem os adornos masai são de babar! E, para eles, as gravatinhas borboletas feitas no mesmo material são mesmo um arraso. Itens que fazem alegria de qualquer stylist na hora de produzir um editorial de moda.

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Os vestidos compostos com elásticos e as maxi bijus em acrílico da coleção africana de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Em tempo: a trilha do próprio Ronaldo e Felipe Cunha colaborou para essa visão pueril do estilista sobre um assunto tão arenoso. Ronaldo, compartilha com a gente e conta de onde saiu essa versão da cantiga de ninar “Se essa rua fosse minha”, vai. Conta, meu bem, conta!

Confira abaixo o ensaio feito com exclusividade no backstage (Fotos: Gabriel Barrera / Studio RGB):

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB

Backstage de Ronaldo Fraga / 41ª edição da SPFW / verão 2017 (Foto: Gabriel Barrera/StudioRGB)

No mais, um detalhe: destaque no desfile, a modelo manauara Camila Ribeiro é transex e faz a linha inteligente. Queridinha de grifes como Givenchy, já fez temporada em Paris e já trabalhou com o ÁS, que ama a morena de carteirinha! Nesta quarta (27/4), a moça dá expediente na nova marca comandada por Alexandre Herchcovitch

No mais, um detalhe: destaque no desfile, a modelo manauara Camila Ribeiro é transex e faz a linha inteligente. Queridinha de grifes como Givenchy, já fez temporada em Paris e já trabalhou com o ÁS, que ama a morena de carteirinha! Nesta quarta (27/4), a moça dá expediente na nova marca comandada por Alexandre HerchcovitchÀ La Garçonne – e a Triya.

Camila Ribeiro Desfile Ronaldo Fraga verão 2017 final

Camila Ribeiro: modelo transex carioca – que já morou na Urca – desfilou para Givenchy em Paris e foi destaque no fashion show de Ronaldo Fraga na edição 41 da SPFW. “O Brasil aidna é muito preconceituoso”, afirma a moça (Foto: JR Franch / Reprodução)

 

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.