* Por Alexandre Schnabl

Lino Villaventura é uma espécie de força da natureza. Como um elemental da água, fogo ou ar, ele varre o planeta fashion na intensidade de um tsunami e na temperatura da nuvem piroclástica de um vulcão. Depois de sacudir o Minas Trend há duas semanas com uma coleção casual que nada perdia em identidade, ele revela sua melhor forma nesta 40ª edição da São Paulo Fashion Week, oferecendo imagens daquelas que entram para os anais da moda brasileira. Para o inverno 2016 ele aposta em criaturas espaciais, com atitude cyberpunk, tão mezzo orgânicas quanto os Borg – raça interestelar da série Star Trek que celebra em seu próprio “corpus” a mistura entre a farra da carne e a frieza da máquina. Ao som da ótima música de Felipe Venâncio (colaborador habitual do estilista), os modelos – inclusive seus atuais fetiches, os tops Sheila Baum e Goan Fragoso, este andrógino a dar com o pau -, se encarregaram de reforçar esta ideia com a paradinha na ponta da passarela pontuada por coreografia quebrada e geométrica, que produzia esse sentido.

No arremate dos looks, toucas texturadas se assemelham às cabeças de um futuro apocalíptico e as máscaras terminadas em monóculo (como se fossem gadgets organo-tech) cumprem o papel de estabelecer essa virtuose espaço-sideral. Quem ama ficção científica pode até traçar um paralelo entre esta coleção e bíblias do sci-fi com a série Duna“, de Frank Herbert, ou o aproveitamento barroco de matérias-primas em um mundo devastado como Mad Max“.

Existe alguma menção a isso no release? Não, claro que não, senão não é Lino. Ele certamente nem pensou nisso durante o processo de elaboração porque sua obra deriva do fluxo da inconsciência – no significado mais psicanalítico possível – e, se essas imagens passaram pela sua mente, foram breve lampejo de um delírio criativo. O designer é assim mesmo: um desvario cósmico que deixa a coisa fluir, corta daqui, borda dali, pinta, reborda, enviesa, retrabalha, aplica cristais Preciosa e enriquece o todo. Dá no que dá: peças que no conjunto da obra parecem loucuras (e são!), mas que, despidas dessa moldura cênica, se transformam em vestidos e blusas que vão tornar os badalos chiques muito mais interessantes. Sim, a moda é muito melhor com Lino Villaventura dentro dela.

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 n(Foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE / Divulgação)

À parte de toda essa efusão, vem à tona a conjuntura em que Lino vive: a terra brasilis à sua volta. Se o trabalho das artesãs e de seus mais fieis colaboradores lhe é constante fonte de inspiração, por outro lado a situação do país é algo que sempre mexe com ele e é possível que o incerto contexto político-econômico atual se deixe notar nesta coleção: quem poderia negar que essa moldura pós-hecatombe futurista remete à situação caótica do Brasil de hoje e que a toda belezura conferida no fashion show não diz respeito à uma luxuosa fênix que pode a qualquer momento ressurgir das cinzas?

Lino Villaventura SPFW- Inverno 2016 foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura SPFW- Inverno 2016 foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura SPFW- Inverno 2016 foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura_I16_005

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura SPFW- Inverno 2016 foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura_I16_003

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura SPFW- Inverno 2016 foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Top-fetiche: Sheila Baum no desfile de Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 n(Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação) foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)
foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Detalhe: os boots em couro com solado de madeira e detalhes de metal, desenvolvidos em parceria com a Okoko&Abel, são puro delírio-tremens. E as calças skinny todas nervuradas já viraram objeto de desejo.

Lino Villaventura_I16_014

Lino Villaventura na SPFW- Inverno 2016 (Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE / Divulgação)

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.