*Por Lucas Montedonio

De tão tradicional no Brasil, o panetone até parece ter sido inventado por aqui, não é mesmo? Criado em Milão, na Itália, graças ao “erro” de um padeiro, o pão natalino com frutas secas ou cristalizadas faz o maior sucesso nas festas de final de ano e tem ganhado nos últimos tempos novas versões turbinadas com outros ingredientes, como doce de leite e gotas de chocolate. A lenda em torno de sua criação remonta ao ano de 900 D.C. e diz que um certo humilde assistente de padeiro Toni, após ter trabalhado horas a fio na véspera de Natal, precisava ainda assar mais uma fornada de pães e preparar uma torta para seu chefe. De tão exausto que estava, confundiu-se e colocou as uvas passas da torta na massa de pão. Desesperado, tentou salvar a situação jogando frutas cristalizadas, manteiga, ovos e os demais ingredientes do recheio que seriam usados originalmente na torta. Deu certo e a moda pegou. Hoje, é um clássico que não pode ficar de fora de nenhuma ceia, por mais simples ou elaborada que seja. Por isso mesmo, ÁS resolveu fazer a ronda básica e descobrir que surpresas andam aparecendo pelo mercado. Confira e não deixe para última hora!

Para quem acredita que panetone bom é o tradicionalíssimo Bauducco – pele toque de baunilha mais rum que incrementa a textura molhadinha –, ÁS andou experimentando um que nada fica a dever à marca standard acima do bem e do mal, encontrada nos supermercados. Sucesso há mais de dez anos, a receita exclusiva da Bráz Pizzaria está de volta (R$65) com pompa e circunstância. Sua massa é úmida, a textura no ponto e este panetone é generosamente recheado com gotas de chocolate e pedaços de laranja cristalizada. Para finalizar, ainda leva uma delicada cobertura de amêndoas. Pura delícia disponível nas unidades do Jardim Botânico e da Barra da Tijuca, no Rio, ele vem com a típica lata em alumínio estampado, colecionável. Exemplo incomum de produto com qualidade impecável, no qual a embalagem bonita não é mero artifício para a venda de um item “mais ou menos”. Super vale!

Bráz_Panetone_crédito Rômulo Fiadlini

O clássico está de volta: Bráz oferece panetone para ninguém botar defeito (Foto: Rômulo Fiadlini)

Mais do que uma doçura, o fim de ano da Brigadeiros Fabiana D’Angelo promete ser engordativo, mas quem se importa? A novidade é o brigadeiro de panetone, fofinho e irresistível. Recheado com o chocolate cremoso, promete agradar do bambino ao vovô (R$ 270, sob encomenda).

Para um Natal glamoroso, o Cavist oferece panetone grifado pelo Fasano. Feito artesanalmente e com uma massa leve, a delicinha é outra que chega dentro de uma charmosa caixa decorativa. São dois sabores: o tradicional e gianduia (mistura de 70% chocolate e 30% creme de avelã). O doce pode ser encontrado nas quatro lojas da rede:  Ipanema, Barra, Shopping Leblon e Village Mall (R$ 95 cada).

Cavist_Panetone Fasano_divulgação

A novidade do ano da Cavist é o panetone de gianduia, 70% chocolate e 30% creme de avelã (Foto: Divulgação)

Com ingredientes exclusivamente brasileiros à base do Chocolate Q, este panetone da Boutique Q só é lançado em datas comemorativas, o que cria certa aura em torno de sua existência. Tipo trufa branca. Trata-se de um festivo bolo de chocolate (R$ 120 – 850g e R$ 42 – 200g), feito com massa cremosa, coberta com chocolate e aditivado com inenarráveis pedacinhos de amêndoa de cacau. Ideal para nefelibáticos habitantes dos céus – do tipo que se recusa a pisar no solo, preferindo se dedicar a um mundo encantado alguns metros acima da superfície – se sentirem no paraíso, esquecendo que Dilma e sua moçada empunham tridentes em terra firme, prontos para transformarem pecadilhos de gente bem nascida na extrema direita do tríptico O Jardim das Delícias Terrenas“, de Hieronymus Bosch. Quem conhece, sabe o que ÁS está falando…

QQQ

O panetone brasileiro do Chocolate Q satisfaz qualquer chocólatra (Foto: Divulgação)

Comandada por Helio Casagrande, a delicatessen Cosa Nostra Deli, em Ipanema, é conhecida na cidade pela alta qualidade e variedade de produtos, muitos deles exclusivos. Nesta época do ano, os panetones italianos Tre Marie (a partir de R$ 139) voltam a enfeitar as prateleiras. Os sabores são vários, desde o panetone milanês em embalagem clássica ou embalado manualmente. Produtos gourmet de alta qualidade, com fino acabamento, arrematados por embalagens clássicas e luxuosas. Sua receita é guardada a sete chaves, um segredinho básico de centenas de anos. E a produção limitada é perfeita para quem gosta de presentear neste Natal, mas não abre mão de certa dose de exclusividade.

A Cosa Nostra Del ostenta com 1kg e 120g do panetone Tre Marie Milanese Incartato (R$229)

Chiquetude: a Cosa Nostra Del ostenta embalagens com 1kg e 120g do panetone Tre Marie Milanese Incartato, que sai por R$229 (Foto: Divulgação)

Já experimentou panetone salgado? Parece até erro de cozinheiro, como o tal do cara que, dizem, inventou o item nos idos da Itália medieval. Mas, nada disso! Prepare-se para descobrir esta iguaria no cardápio de fim de ano da Deli 43. Na seção especial, o sabor de bacalhau (R$ 35,00) ou linguiça (R$ 35,00) são, no mínimo, curiosos. Mas, no fundo, seguem aquela tradição europeia do pão com embutidos e afins. Tipo pão de trança da rapaziada que anima a culinária típica do Sul do Brasil. Entre todas as opções do Deli 43, ÁS recomenda também o com doce de leite (R$ 35), frutas cristalizadas (R$ 26) e chocolate (R$ 35). Tudo feito artesanalmente, com os pães artesanais embalados um a um.

Deli 43_Panetone de bacalhau_Fabio Rossi

A Deli 43 inova e oferece o panetone em versões com sal, mas com preços nada salgados. O panetone de bacalhau sugere boa sorte natalina, já que o dia 25 cai numa sexta-feira (Foto: Fabio Rossi)

Chocotone é coisa de um passado nada remoto. Para diversificar o jantar deste ano com pratos fora do tradicional, mas que combinem com o restante da ceia, o Empório Jardim é oferece seu panetone (R$ 69,50) assim: a criação vem da influência do brioche de nozes da casa, pão que já se tornou um clássico por lá. Versão especial que casa com qualquer menu.

Empório Jardim_Panetone_CredTomasRangel-01

“É um panetone de nozes, perfeito para quem gosta do pão, mas não curte tanto as frutas cristalizadas”, explica a chef Iona Rothstein (Foto: Tomás Rangel)

No Bar D’Hôtel, ele é a estrela da sobremesa, tipo diva de Hollywood: vem com séquito, acompanhado por um saboroso sorvete de doce de leite a cotê. Para aquele momento-família ser ainda mais delicioso e fechar com chave de ouro a celebração, prometendo ótimos augúrios para o ano da Olimpíada. Sim, a chef Lydia Gonzalez mais uma vez mostra o quanto manda bem. Preço menu completo: R$ 340 + 11% de serviço, que inclui bebidas não alcóolicas.

Dê aos fãs o que eles querem. A Mil Frutas, craque dos sorvetes artesanais, oferece uma opção diferente: o sorvete de panetone é uma das apostas da marca que oferece, entre uma coleção de sabores tradicionalíssimos criados especialmente para o final  o ano, tipo o sorvete de rabanada. Ambos a R$14, o copinho, e R$45 copão.

MIL FRUTAS_Sorvete de panetone 2_Tomás Rangel

Se refrescar com um sorvetinho, tomando um solzinho… Tem coisa melhor? (Foto: Tomás Rangel)

Como resistir a esta deliciosa sobremesa natalina, se ela tiver pouquíssimas calorias e mesmo assim se mantiver inacreditavelmente saborosa? Acredite, essa premissa não é fantasia de quem crê em unicórnios saltitantes, nem em duendes serelepes que abraçam potes de outo no fim do arco-íris. A missão de por de pé esse item que quase se confunde com mitologia foi cumprida com louvor pela Oficina Humana, que prova que Natal não precisa ser sinônimo de uns bons quilinhos a mais na balança.

A empresária e dona do espaço, Thaís Araújo –nada a ver com a atriz global atualmente no ar em Mr. Brau“, cujo nome não tem agá – oferece pelo segundo ano consecutivo seus panetones gourmet. Nadica de glúten, nadinha de gordura, para todos aproveitarem a temporada natalina sem complexo de culpa. Lacan entende: os mimosos são oferecidos em dois sabores, frutas secas ou gotas de chocolates, e em dois tamanhos: tradicional (R$ 22 – aprox. 360g) e mini (R$ 15 – aprox. 200g).

Oficina Humana_panetone4_divulgação

Para degustar sem remorso, tipo serial killer que não se arrepende do que faz: Oficina Humana prova que não é preciso sacudir o esqueleto na academia entre Natal e Réveillon (Foto: Divulgação)

Serviço:

Bar D’Hotel: Avenida Delfim Moreira, 696. Horário especial: a partir das 21h. Preço menu completo: R$ 340 ceia completa + 11% de serviço (inclui bebidas não alcóolicas). Reservas: 55 (21) 2172-1153 / eventos@hoteismarina.com.br / www.hoteismarina.com.br

Bráz: Rua Maria Angélica, 129, Jardim Botânico. Tel.: 2535-0687. (300 lugares). Horário: Domingo a quinta, das 18h30 à 00h30; sexta, sábado e domingo, das 18h30 às 01h30. C.c: todos. C. d.: Redeshop e Visaelectron. Manobrista. www.brazpizzaria.com.br

Boutique Q Ipanema: Rua Garcia D’Ávila, 149, loja B, Ipanema. Tel.: 2274-1001. Segunda a sábado, das 10 às 18:30h. Cartões: Mastercard, Visa e Diners.

Brigadeiros Fabiana D’Angelo: Quiosque Fashion Mall: Estrada da Gávea, 899, 2° piso. Tel.: 3322-4570 / Quiosque Rio Design Leblon: Avenida Ataulfo de Paiva, 270, 2° piso – Leblon. Tel.: 3322-4570 / Shopping da Gávea – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea – 2º piso. Tel.: 3322-4570 / De segunda a sábado, de 10h às 22h. Domingo, de 15h às 21h. Cartões de débito – Todos. www.brigadeirosfabianadangelo.com.br

Cavist Shopping Leblon: Avenida Afrânio de Melo Franco nº290 Loja 403. Tel.: 3875-1566 De segunda a quinta das 10h às 0h, Sexta e sábado das 10h à 1h, Domingo 12h às 0h. CC todos. www.cavist.com.br. Horário especial fim de ano: Dia 24 funciona de 10h às 18h. Dia 25 não abre. Dia 31 funciona de 10h às 16h. Dia 1º não abre. www.cavist.com.br

Chocolate Q: Boutique Q Ipanema – Rua Garcia D’Ávila, 149, loja B, Ipanema. Tel.: 2274-1001. Segunda a sábado, das 10 às 18:30h. Cartões: Mastercard, Visa e Diners.

Cosa Nostra Deli: Rua Visconde de Pirajá, 303/ Loja 103 – Ipanema. Telefone: (21) 2523-2745. De segunda a sexta das 9h às 19h, e sábado de 9h às 14h. Todos os cartões de crédito e débito. www.cosanostradeli.com.br

Deli 43: Centro do Rio, Rua Gonçalves Dias, 43, Centro. Tel.: 2222-1163. Segunda a sexta, das 9h às 19h. C.d: Redeshop e Visa. Horário especial de fim do ano: Dia 24.12 – de 8:30 às 17h/ Dia 25: fechado/ Dia 31.12 – 8:30 às 17h/ Dia 01.01: 11h às 23h. www.deli43.com.br

Empório Jardim – Rua Visconde da Graça, 51 – Jardim Botânico. Tel.: 2535-9862 / Horário de funcionamento: De domingo a quinta, de 8h às 22h. Sextas e sábados, de 8h às 23h. Aceita todos os cartões. Horário especial: 24/12 – 08h às 16h, encomendas até 14h; 25/12 – não abre; 30/12 – 08h às 22h; 31/12 – 08h às 16h, encomendas até 14h; 01/01 – 12h às 22h. www.emporiojardimrio.com.br

Mil Frutas Village Mall: Av. das Américas 3.900, quiosque P 306 – praça de alimentação do 3º piso. Village Mall. Telefone: 3252- 2773. De segunda a sábado de 11h00 às 23h00. Domingos de meio-dia às 21h.  CC: Mastercard, Visa. www.milfrutas.com.br

Oficina Humana: Rua Dezenove de Fevereiro, 40/ Sala 101 – Botafogo. Tels.: 3439-7393. As encomendas podem ser feitas até o dia 19/12, pelo telefone 3439-7393. Para entregas, o valor varia de acordo com a localização do bairro. www.oficinahumana.com.br

* Nascido na cidade imperial de Petrópolis, o pianista amador ganhou o mundo ainda adolescente quando fez intercâmbio nos Estados Unidos. Nessa época sua terceira visão despertou e o moço se entregou ao budismo tibetano. Pura estratégia para dominar a vaidade interior. Estudou comissaria de bordo, mas preferiu o jornalismo e, hoje, entre retiros espirituais com rinpoches, encontros com lamas e entrevistas espevitadas, o sagitariano usa sua vocação para o tietismo como contraponto à eterna busca do santo nirvana.

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.