A semana começa quente na moda com a 24ª edição do Minas Trend. De terça a sexta-feira (9 à 12/4), o pavilhão do Expominas vão ferver com o salão de negócios, o maior do Brasil. A cereja do bolo são os desfiles que acontecem no final do dia numa feira classy, que traz o glam na cereja. Além de bem realizadíssima, tem direção criativa de Ronaldo Fraga, que assina o desfile-conceito da noite de abertura, com designers mais autorais. É evento bem montado, mas sem montação, para quem faz da moda business, e não firula.

Trendbijoux by Sindijoias – Outono Inverno 2019 / out/2018 (Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite / Divulgação)

A previsão é de 15 mil visitantes, com cerca de três mil compradores espontâneos, inclusive Estados Unidos, Reino Unido e Paraguai, e vários jornalistas internacionais que poderão conferir as novidades de mais de 180 marcas distribuídas em 253 estandes.

Com design atemporal e minimalista, a Copella participa pela primeira vez do Minas Trend com peças em prata 925 e prata com banho de ouro, e pedras naturais, como ônix, pérola biwa e madrepérola, além de itens cristais Swarovski. Por trás das coleções está Babi Teles, psicóloga de formação (Foto: Divulgação)

A expectativa é de crescimento, segundo a FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – que promove o evento. Segundo a entidade, em 2018 o saldo comercial do setor foi positivo:US$ 88 milhões, sendo os Estados Unidos e a Argentina nossos principais destinos das exportações.

Morrocan sunset! Com o designer Fernando Silva na direção criativa há três temporadas, a Unity Seven, de Eduardo Mendes, tem tradição: a mãe do empresário, Rejane Diniz, atua na moda há 30 anos. Adepta de uma festa clean, hoje a label abre espaço em outros segmentos. O por do sol e os curtumes de tingimento de couro, na cidade imperial de Fez, no Marrocos, agora são tema. Dessa vez, a brand não desfila, mas marca presença no salão de negócios do Minas Trend (Foto: Divulgação)

Para a FIEMG, é um setor é estratégico: segunda cadeia na geração de empregos em Minas Gerais, principalmente na contratação de mulheres, com 9.750 empresas na cadeia produtiva da indústria da moda empregando mais de 125 mil pessoas, dentre vestuário, têxtil, bolsas e calçados, joias e bijuterias. O número de empresas mineiras representa, hoje, 13,5% do segmento em todo o país. Não é pouca coisa.

Carioca da gema instalado no Saara – região no Centro Histórico do Rio que concentra o comércio popular -, o Atelier Chilaze já está na terceira geração da família. Surgiu em 1940, um achado. Com maxi bijus em resina, a empresa é tocada pelas irmãs Sandra e Claudia. A primeira nos números, a segunda na criação. A nova coleção vai poder ser vista no estande e na passarela: um revival daquela que, em 2013, chegou às vitrines do Le Bon Marché, em Paris, para depois circular nos pescoços, pulsos e orelhas de fashionistas arretadas em Israel, Holanda e até na Nova Zelândia! (Foto: Divulgação)

Apesar desse caráter empresarial, os fashionistas em geral sempre podem se deliciar do espaço de convivência, que costuma primar pela ambientação, além dos desfiles coletivos, que serão abertos ao público. Luxeria define. Dessa vez, o destaque vai para a expo bacanuda do Senai Modatec que homenageia o estilista, stylist, decorador, cenógrafo e desenhista (ufa!) Alceu Penna (1915-1980), pioneiros da moda no Brasil.

Moda e legado cultural: mesclar moda com outras artes é vetor constante na trajetória de Ronaldo Fraga, que nesta edição do Minas Trend resgata o traço e o olhar únicos de Alceu Penna (Foto: Divulgação)

Para os desavisados sobre a importância do mineiro de Curvelo que se fez no Rio: sua coluna na revista O Cruzeiro, de 1934 a meados dos sixties, trazia reportagens, textos, croquis e ilustrações fundamentais para a formação do imaginário fashion no país. Alinhado com a busca de brasilidade definida pelo Estado Novo, o ilustrador ajudou a definir um sentido de estilo brasileiro e fez o diabo: de colaborações com Carmen Miranda no seu figurino, nas fases do Cassino da Urca e hollywoodiana, ao desenho de fantasias de carnaval.

Não se deixe enganar pelo visual formal típico da época. Expoente da moda brasileira em boa parte do século 20 no Brasil, Alceu Penna é figura de proa no jornalismo de moda nacional (Foto: Reprodução)

Tudo a ver com Ronaldo Fraga. “Não queríamos fazer uma mostra com alguma marca de beachwear, pois isto não faz sentido para Minas”, conta o designer. “Escolhemos alguém que nasceu no sertão, mas que conquistou a praia. Alceu é o cara!”, completa.

Bombshells à brasileira: em temporada nos Estados Unidos, Alceu Penna travaria contato com o boom das pin ups surgido durante os wartimes, De volta ao Brasil e influenciado por esse estilo de ilustrar, ele seria aquele que introduziria esses jovens mulheres voluptuosas na imprensa nacional, em sua coluna “As Garotas”, publicada no semanário O Cruzeiro (Foto: Reprodução)

Sob a sua curadoria, os alunos do Senai Modatec decodificaram o trabalho de Alceu e desenvolveram 15 looks a partir de croquis do estilista. E mais: manequins flutuantes e uma piscina recriam o universo da sua seção As Garotas na publicação semanal carioca, clássico do legado do artista.

Alunos do Senai Modatec reinterpretam o estilo de Alceu Penna em expo no Minas Trend (Foto: Divulgação)

Suas pin-ups fazem parte da herança da moda brasileira do século 20. “Esta é uma grande oportunidade de mostrar o potencial criativo dos alunos”, celebra animadíssimo Jorge Peixoto, diretor do Senai Belo Horizonte Modatec e Cecoteg. Para mergulhos conceituais num evento pé no chão.

Alceu Penna é resgate no 24º Minas Trend (Foto: Divulgação)

Na passarela, Denise Valadares promete repetir o assombro que causou na sua estreia na edição de outubro com sua coleção western eighties. Expoente surgido no Read-To-Go, antiga plataforma de fomento a novos estilistas, ela junta força com o stylist Alberth Franconaid. Permanece o pé no passado: o oitentinha agora ganha lufada seventies na coleção Crystals. Na pauta: babados, volumes e camadas dos 1980’s em tangência com o boho do desbunde: a delicadeza do folk e do handmade. O pastel promete substituir o preto e prata da última fornada de peças.

Brigite delicada: o verão de Denise Valadares no Minas Trend é romântico (Foto: Divulgação)

Novata na catwalk, Raquel de Queiroz é bola da vez. Destaque no salão de negócios, a label de roupa de festa que geralmente traz bordados dignos de Gatsby e cartela de cores quase tão ampla quanto a escala Pantone. É esperadíssima nesse momento em que o segmento luxo passa por renovação. Fato: a grife vai ser herdeira na passarela de outras que se fizeram no Minas como a Vivaz.

A fase é especial: Raquel [a dona, não a brand], que toca a empresa com as filhas, anda toda toda: além da gravidez de uma das meninas, costuma cair de cabeça em tudo o que faz. Deve mandar bonito, mas é do tipo mineirim: boca fechada, desconversa e não revela muito. Mistéeeeerio. Pelo videozinho e o release que enviou pelo whatsapp a esse jornalista, nesta manhã de domingo (7/4), a surpresa deve vir através de flores, borboletas, passarinhos e muita poesia nos 30 looks arrematados pelo styling de Daniel Ueda. Reminescências da infância, viu? Vamos ver.

Classique de luxe: Raquel de Queiroz viaja na poesia que marcou sua infância, de “As borboletas”, de Vinicius de Moraes, à “Festa de cores”, de Iêda Dias. Cores primárias + cassis, menta e coral devem alegrar a sala de desfiles. “Estar no Minas também no desfile, mais que vender roupas, é uma forma de mostrar minha história através da moda”, cona a loura, sempre suave (Foto: Divulgação)

E, se moda é confusão e gritaria, prepara, Anitta! A Skazi, que pulou a edição passada depois de por Juliana Paes e Ludmilla na passarela em abril, agora é coanfitriã do badalo de abertura e realiza desfile-show na terça (9/4) que conta com o Jota Quest ao vivo e a cores. Podeeeeer!!!

Showbizz: os desfiles da Skazi sempre são embalados pelo espetáculo. No verão 19, foi a vez de Juliana Paes, em resort New Look, saracotear na passarela sob o vacal da pop star Ludmilla (Foto: Divulgação)

Em tempo: no casting das grifes, na passarela e estandes, além das agências de São Paulo, destaque para a local Live Model Management, com elenco enxutinho, mas expressivo, segundo ela: Ana Grebler, Anna Morais, Brenda Fonseca, Camila Fonseca, Iza Colling, Isa Fernandes, Gloria, Gabriela Lima, Clara Lima, Livia Santos, Lanna, Giovanna Machado, Maryel Uchida, Silvia Haueisen, Stefany Dobrawolski, Paula Porto, Nataly e a plus size Karol Ribeiro. Vamos ver quem explode.

Na contramão, sua agenciada Thais Borges, que já foi destaque até  na Vogue Itália, não vai desfilar: cantora, vai abrir o gogó no desfile do Sindijoias, ao lado da percussionista Nara Torres. Bora!

A modelo Thais Borges põe a boca no trombone: dos editoriais de moda para o microfone, ela é destaque coo cantora em desfile no Minas Trend (Foto: Divulgação)

O Minas Trend abre as portas para o público de 9 à 12 de abril com diversas atrações culturais, palestras e gastronomia.

Serviço:

Minas Trend – Primavera/Verão 2020

Local: Expominas – Av. Amazonas, 6.200 – Belo Horizonte – MG
Data: 9 a 12 de abril de 2019

Horários:

Salão de Negócios
3ª a 5ª feira – 10h às 20h
6ª feira – 10h às 17h

Feirinha Aproxima – Gastronomia
3ª a 5ª feira – 11h às 23h
6ª feira – 11h às 18h

Desfiles 

9/4 – Abertura

19h – Fátima Scofield / Trendbioux By Sindijoias MG
21h – Skazi
10/4 – Line Up
19h – Alagoas / Patrícia Motta
21h – Denise Valadares / Raquel de Queiroz
9 e 10/4 – Desfiles coletivos abertos ao público
9 a 12/4 – Palestras e Fashion Talks
9 a 12/4 – Feira Gastronômica Aproxima 11/04 – Concerto da Orquestra de Câmara SESIMINAS com convidados especiais

Informações:

 www.minastrend.com.br

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.